Descubra como imigrar para a Austrália de 5 formas diferentes

32

A Austrália faz para do continente mais antigo do mundo, chamada de última das terras também. Para muita gente é como um país paradisíaco por vários motivos. E, isso tudo faz com que muitos brasileiros busquem formas de imigrar para a Austrália.

Dessa forma, a aventura vai além de uma simples viagem de passeio, de lazer, de experiência. E começa a ser uma forma diferente de admirar o país. A ideia de abraçar a aventura e transformar a terra de lá em um lugar para morar é ideia que passa na cabeça de muita gente.

Mas, além de simplesmente saber o que esse país tem de tão incrível, saiba como imigrar para a lá através de maneiras inteligentes e corretas. Afinal, você já deve ter ouvido falar muito sobre o que se pode fazer na Austrália ou sobe os pontos turísticos de lá.

A ideia agora é outra: falar sobre como morar na Austrália. De forma definitiva e permanente. Se você é uma dessas pessoas que querem viver por lá, saiba que é preciso seguir procedimentos adequados para garantir uma viagem e uma estadia sem complicações.

PROPAGANDA

1 – Visto de Estudante

A primeira forma que se tem para imigrar para a Austrália, saiba que é através do Visto de Estudante. Essa é uma das principais formas de entrada de brasileiros para lá. E isso inclui uma residência e hospedagem completa, na maioria das vezes.

Aliás, ter um visto de estudante não apenas auxilia na entrada para o país, como também deixa o brasileiro em uma situação mais vantajosa aos olhos da imigração local.

2 – Visto de Parceiro

Essa é uma ideia usada também, mas não tanto quanto o visto de estudante. Vale dizer que para imigrar para a Austrália através do visto de parceiro é preciso considerar que seja algo “permanente”.

Assim, as pessoas casadas com quem é de lá podem viver por lá também, livremente. E a boa notícia é que podem, ainda, patrocinar membros de família para viverem no país, como os filhos.

Agora, vem aqui algumas dicas para quem pretende morar na Austrália e ter esse visto. A ideia de ter um parceiro australiano vale muito a pena. Só que é preciso considerar alguns requisitos, como o fato dele ser um cidadão australiano, obviamente.

Além disso, é preciso que ele more, permanentemente, nesse país. E, por último, a regra é que ele seja um cidadão qualificado. Aí, após estar com essa pessoa por, ao menos, 5 anos, você pode ser considerado um parceiro legal. Ou se tiver caso por, ao menos, 2 anos e com filhos.

3 – Visto Independente

Tem outra forma que é chamada de visto independente qualificado de morar e viver na Austrália. E funciona assim: trabalhadores que tem habilidades que atenda às necessidades do país podem viver por lá e trabalhar em qualquer lugar do país.

É uma espécie de programa que convida o brasileiro a se inscrever para trabalhar na Austrália. E, obviamente, morar lá. Agora, a regra é ser convidado mesmo pela empresa, sendo que ela vai custear a sua ida para o país da Oceania.

Esse tipo de programa se chama Skill Select ou Skilled Visa e só convoca gente com menos de 45 anos. Tem até um site que explica melhor como isso funciona.

4 – Visto de Investimento Empresarial

Para imigrar para a Austrália tem mais uma ideia para você. Essa ideia é especial para quem é empreendedor iniciante e quer dar um up na carreira. Aliás, o requisito é ver o país australiano como forma de mercado.

Aí, nesse caso, o que a pessoa pode fazer é solicitar o visto de Inovação e Investimento Empresarial, que também é permanente. Ele pode auxiliar e até mesmo acelerar o processo de imigração.

Nesse caso de visto, o ideal é ter um envolvimento comercial mais continuo com o país. Por exemplo, tem um visto de subclasse 400 que é para visto de trabalho temporário. Essa pode ser uma ideia inteligente para você dar os primeiros passos. Para saber mais, acesse.

5 – Vagas de Emprego

E já que mencionamos as vagas de emprego no item anterior, vale dizer que essa também é uma forma para imigrar para a Austrália. Isso porque os trabalhadores que possuem certas habilidades podem conseguir vagas por lá.

E, a partir desse trabalho, dá para começar a morar permanentemente no país oceânico. Para quem quer saber mais sobre isso, dá para buscar vagas de emprego na Austrália em sites especializados, como GumtreeHarvest Jobs e Fruit Picking Jobs.

Passagens aéreas com 50% de desconto para a Austrália!

Você já ouviu falar do Visto Regional?

Para terminar o conteúdo vamos falar de um assunto ou melhor de uma expressão que muita gente ouviu, mas não sabe muito bem como funciona.

O visto regional realmente existe na Austrália e é uma forma de o país incentivar o crescimento e desenvolvimento de áreas menores e nem tão desenvolvidas como os grandes centros.

Isso quer dizer que a ideia é “desafogar” as capitais ou grandes regiões, como Sydney e Melbourne. Agora, como isso pode se tornar uma oportunidade para imigrar para a Austrália? Pelo fato de que são programas que consideram profissões especificas. E aí, o governo passa a buscar gente do mundo todo.

Isso tem até uma sigla: ROL, que é Regional Occupation List. A lista, como é chamada, incluir profissões detalhadas e é preciso ter requisitos como um inglês bastante fluente.

Para quem ficou interessado nesse lance de visto regional, saiba que tem uma página que explica bem como isso funciona e quais os requisitos. Inclusive, dá para ver a lista de ocupações.

Para quem leu o texto todo, fica claro que estamos falando de uma espécie de visto independente qualificado, como citado no tópico 3! A diferença é que aqui ele é focado em determinadas regiões.

PROPAGANDA