Conheça os tipos de vistos para Portugal para brasileiros

Existem muitos vistos para Portugal que os brasileiros podem tirar para fazer uma viagem para esse país tão incrível. Tem, por exemplo, o visto de estada temporária, de residência, de Schengen, de estudante, etc.

Mas, você sabe qual é o visto ideal para você? Para ter essa resposta é preciso conhecer os vários tipos de vistos, certo? Portanto, continue lendo para saber mais sobre isso e considere que se você pretende morar em Portugal, obrigatoriamente, terá que ter um visto.

Em caso contrário, se você for viajar para Portugal para morar e não tiver visto, aí você correrá o risco de ser deportado. E se for pego pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras vai ficar proibido de entrar no país novamente ou até mesmo em toda a Europa, por longos anos.

Quando é preciso tirar algum dos vistos para Portugal?

Essa resposta vai depender da sua nacionalidade e também do seu objetivo da viagem à Portugal. Assim sendo, o ideal é ter em mãos a política de imigração portuguesa para não errar. Mas, a gente vai explicar algumas partes importantes aqui.

ANÚNCIO

Por exemplo, quem tem identidade nacional de países da União Europeia, do Espaço de Schengen e até mesmo da Suíça não precisam de ter vistos para viajar para Portugal. Outros países também têm esse benefício, como é o caso do Brasil.

Dessa forma, quem tem um passaporte brasileiro pode viajar para Portugal sem precisar tirar o visto. Mas, atenção! Isso vale para quando o objetivo da viagem é o turismo, ok? Isso é muito importante porque tem a ver com o motivo da sua viagem.

E o que significa uma viagem de turismo para Portugal? Uma viagem para passeio que dura 90 dias em um prazo máximo de 180 dias para permanecer no país. Portanto, dentro de 6 meses você pode ficar por lá por 90 dias e sem precisar de visto. Ok?

Agora, o visto de turismo não considera que você vai para lá para trabalhar ou estudar, por exemplo. Isso porque nesses casos, aí sim a história muda. E nesses casos você vai precisar tirar um visto português.

Então, temos aqui os casos que necessitam do visto: trabalho, estudo, aposentadoria, investimentos, pesquisas, voluntariado ou mesmo para morar. E, nesses casos, além do visto você terá que ter outras documentações também, como vamos explicar abaixo.

O que precisa para viajar para Portugal sem ser para turismo?

Mais para o fim do texto vamos falar sobre os vistos para Portugal. Mas, para agora considere que além do visto é preciso também ter outros documentos importantes e indispensáveis, como o passaporte.

O passaporte será usado na imigração europeia. Ele é apresentado junto com um documento original pessoal, como é o caso do RG. E o procedimento para tirar o passaporte não é complicado, você pode conseguir todas as informações na página da Polícia Federal do Brasil.

O ideal, inclusive, é que você tenha o passaporte, ao menos, com 2 meses de antecedência para que tudo dê certo e no tempo certo, também.

Outro documento imprescindível é o seguro viagem. Ele é obrigatório devido ao Tratado de Schengen e serve para atendimentos emergenciais que podem ser necessários durante a viagem. A cobertura deve ser até o desembarque no Brasil.

No caso do seguro, saiba que existem muitas opções no nosso país. Inclusive, você pode fazer simulações e cotações do seguro online, sem precisar sair de casa. Isso garante a melhor escolha, com base em preços e benefícios.

Por último, considere a carta convite para Portugal. É um formulário que lista várias informações pessoais sua e também da viagem, como quem vai te hospedar, o tempo de estadia, o número do passaporte, etc.

A carta tem que ser feita por quem está te recebendo no país.

Os tipos de vistos para Portugal

Agora vamos falar sobre os tipos de vistos para Portugal que você pode tirar, quando não vai fazer uma viagem de turismo. Isso tem a ver com o objetivo da sua viagem à Portugal e é muito importante fazer uma escolha certa nesse momento.

Um deles é o VISTO DE ESTADA TEMPORÁRIA. Esse documento é para quem vai estar por até 1 ano, no máximo, em Portugal. Ele é indicado para esses casos, inclusive, para estudantes de intercâmbio, por exemplo, com base na duração do curso.

Tem o VISTO DE RESIDÊNCIA, que é para quem, obviamente, vai morar em Portugal. Aí, nesse caso, o período da viagem vai durar mais do que 1 ano. E ele vai ser essencial para que você consiga ficar no país de forma legal.

Outra opção o VISTO DE SCHENGEN. Com ele, o brasileiro poderá transitar por um período de curta duração, que não deve exceder os 90 dias. E isso pode acontecer em todos os países que fazem parte do tratado e não apenas Portugal.

Uma última opção que vamos citar aqui é o VISTO DE ESTUDANTE. Essa é para quem vai estudar em Portugal. Inclusive, junto com o visto é preciso ter a carta de aceitação da universidade portuguesa, além do passaporte, seguro, carteira de vacina, etc.

Mais informações sobre os vistos para Portugal

Closeup of the Schengen visa to Spain.

Se você tem alguma dúvida a mais sobre como tirar, onde tirar ou quando tirar um visto para viajar ou morar em Portugal, saiba que tem uma página oficial para ter essas informações. Por lá dá para ver, inclusive, quais os centros de apoio físicos, que ficam em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Nova Lima (MG) e também em Salvador (BA).

Leia Também – Descubra como tirar o visto para o Egito

ANÚNCIO