Saiba onde investir R$ 10 mil para ganhar juros e viajar no futuro

Você sabe que poupar dinheiro pode não ser um grande desafio tão grande assim, né. Ainda mais quando a gente tem como objetivo uma viagem. No entanto, sempre ficam as dúvidas, como essa sobre onde investir R$ 10 mil.

Afinal, será que esse valor pode ser guardado em casa, na poupança, na conta corrente, em um investimento? E se for investido, qual é a melhor aplicação? É sobre isso que vamos falar nas próximas linhas, continue lendo.

Muitas vezes, o grande problema é saber onde aportar esse dinheiro com sabedoria. Talvez seja por falta de conhecimento ou mesmo por medo de perder tudo aquilo que conseguiu guardar, as pessoas acabam deixando o dinheiro parado, sendo que poderia render juros.

O passo a passo para aprender onde investir

Para essas pessoas que possuem um bom capital acumulado, algo em torno de R$ 10 mil, fizemos um conteúdo especial para ajudar a descobrirem onde investir o dinheiro com segurança.

Agora, se você ainda não tem esse dinheiro e precisa de dicas de como conseguir essa façanha, temos um artigo para lhe ajudar a chegar nessa meta dos R$ 10 mil.

ANÚNCIO

Escolha um objetivo financeiro

Antes de começar a poupar dinheiro é preciso definir um objetivo. Entre tantos motivos, isso vai servir como estimulo para você realizar a sua meta. Dessa forma, entre as mais tradicionais, a gente vê aquelas para quem quer comprar um carro, reformar a casa e, inclusive, viajar.

A partir de agora, considere ser preciso saber também quando você quer realizar o objetivo. Você precisa saber se aquilo que deseja será possível alcançar em curto, médio ou longo prazo.

Além disso, uma dica importante é sobre é criar um seguro de emergência para que possa fazer esses investimentos com mais segurança. Por que imagine que você tenha o dinheiro da viagem, mas o carro quebra. Aí, a viagem vai por água abaixo, né.

Descubra seu perfil de investidor

Outra coisa muito importante para quem quer saber onde investir R$ 10 mil é descobrir o seu perfil de investidor. Com isso, você terá uma ideia mais precisa de quais investimentos tem mais a sua cara – isto é, que são mais adequados para o seu objetivo.

E isso vai fazer com que o seu sucesso seja maior em uns negócios que em outros. Ou seja, tem aquele investimento que é melhor para o curto prazo e outros são mais indicados para o longo prazo, por exemplo. Basicamente, são 3 perfis existentes: conservador, moderado e arrojado.

O conservador é aquele que tem medo de perder o patrimônio e não é adepto de variações no valor das suas aplicações. Resumindo, é uma pessoa que prefere a segurança de ganhar menos que se arriscar a ganhar mais.

O arrojado é totalmente o contrário: ele prefere arriscar mais para que consiga uma renda bem melhor. Consequentemente, pode conviver com grandes ganhos e perdas. Já o moderado une um pouco dos outros dois perfis, fazendo assim investimentos em renda fixa e variável.

Os tipos de investimentos

Após definir seu objetivo e conhecer seu perfil, agora é hora de conhecer quais são os investimentos que poderá fazer com seu capital, sempre respeitando o seu prazo final de aplicação, ok? E isso porque já temos um valor para aplicar, que é de R$ 10 mil.

Assim sendo, considere ser esse o tópico mais importante do conteúdo, já que há várias opções sobre onde investir R$ 10 mil – como vamos ver abaixo.

1 – Títulos Públicos

Começamos com a modalidade mais utilizada pelos conservadores, os títulos da dívida pública, sendo bem seguros e com uma liquidez superior a da poupança. É o chamado Tesouro Direto, que tem feito muito sucesso no nosso país.

Mesmo não sendo alto o lucro, ele ainda tem outra vantagem interessante que é uma liquidez diária, como é o caso do Tesouro Selic. Já para o médio prazo, o ideal é pensar nos prefixados. As aplicações partem dos R$ 30.

2 – Títulos Privados (CDBs, LCAs, LCIs)

Ainda falando em títulos, mas agora em privados e não mais públicos, temos os CDBs, LCAs, LCIs – que são emitidos pelos bancos e não pelo governo. Eles também se caracterizam por serem de renda fixa. Sendo assim, muito seguros.

Isso quer dizer que você não estará “emprestando” seu capital ao governo, mas sim para bancos comerciais. Por isso a liquidez tende a ser maior. Assim sendo, os CDBs, por exemplo, costuma ser para daqui 5 anos.

Mas, você também pode encontrar CDBs com liquidez diária. Isto é, você poderá fazer o resgate quando quiser que não terá perda na rentabilidade final. Aliás, é uma boa para quem quer saber onde investir R$ 10 mil, já que esses títulos têm aplicações a partir de R$ 1 mil.

3 – Ações e ETFs

Aquela pessoa arrojada, que tem total segurança no investimento que faz e pretende multiplicar seus ganhos de maneira bem mais rápida, a nossa sugestão é investir no mercado de ações.

Mas tenha cuidado, o retorno do seu investimento pode sofrer com grandes alterações, podendo lhe dar até prejuízo. Portanto, para quem não é experiente com ações, não se recomenda a compra dos papéis para o curto prazo – somente para o longo.

Investidores moderados também costumam se aproveitar desse tipo de aplicação. Porém, diluindo o investimento em mais empresas para ter uma chance maior de lucro e conseguir cobrir momentos que tiver perdas.

Bônus – tenha uma carteira diversificada

Aqui vai uma dica geral e final para qualquer um dos perfis: fazer uma carteira diversificada. Onde é possível dividir seu dinheiro em mais de uma opção de investimento.

Mesmo que seja conservador, não queira correr riscos e esteja com vontade de comprar títulos, você pode variar e entre as opções, não deixando todo seu capital parado em um lugar só.

onde investir R$ 10 mil

Para arrojados que estão em busca de aumentar o capital rapidamente, a variação de investimentos também é uma ideia saudável, pois assim aumentará as chances de alcançar seus objetivos e quando não der certo, sua perda tenderá a ser menos significativa.

O perfil moderado normalmente já se baseia em uma mescla para equilibrar suas finanças, fazendo, por exemplo, uma aplicação no Tesouro Direto e outra ao comprar ações.

ANÚNCIO