5 documentos obrigatórios para países que não exigem vistos de brasileiros

Existe uma grande variedade de países que aceitam muito bem os brasileiros e não exigem vistos. Por isso, dá para viajar para o mundo afora sem visto sim. Agora, isso não quer dizer que você não tenha que tomar alguns cuidados.

Mesmo esses países não exigindo visto, não quer dizer que qualquer um pode entrar por lá e fazer o que quiser, né. Esses países costumam ter um bom controle da entrada de pessoas.

5 documentos obrigatórios para países que não exigem vistos de brasileiros

Portanto, a gente recomenda que se tenha atenção redobrada. Principalmente, quando você for para algum desses países que não exigem vistos dos brasileiros. Já que, por outro lado, alguns documentos pessoais são obrigatórios.

Abaixo, temos uma lista de tudo o que você precisa considerar quando for viajar para um país que não exige o visto da viagem. Acompanhe.

1 – O passaporte

O primeiro deles é o passaporte.

Afinal, essa informação pode até parecer meio óbvia, mas é necessária. Então, saiba que é preciso ter um passaporte com uma validade de, pelo menos, 6 meses para entrar e ficar por lá.

Isso vale, especialmente, em muitos países da Europa, onde o controle de pessoas é bem rígido.

2 – A hospedagem

O segundo item imprescindível tem a ver com a hospedagem.

Talvez você não saiba, mas tem que ter em mãos os comprovantes de hospedagem.

Portanto, se você for ficar em hotel é bom ter impresso os comprovantes de reservas e quem for ficar na casa de algum amigo ou parente deve confirmar quais são os documentos necessários para isso.

Geralmente, é solicitada uma carta de próprio punho de quem vai receber com endereço confirmando o período de estadia também.

3 – O Seguro viagem

O terceiro item da nossa lista de obrigações para quem vai para países sem a necessidade de visto é o seguro viagem. Especialmente se você for viajar para a Europa.

Então, leve uma confirmação do seguro com você, inclusive, mostrando a página que indica os valores assegurados.

4 – A passagem

O quarto item é a passagem de volta.

Considere que é muito comum a companhia aérea e o controle migratório exigirem o bilhete de volta no momento em que o passageiro ingressa em um país da União Europeia.

Isso porque não se pode ficar por quanto tempo quiser no país destino, né. Existe sempre um limite máximo que deve ser respeitado quando se trata de turismo.

Já se você vai viajar para morar, por exemplo, considere que são outros requisitos, outros documentos, outras obrigações também.

5 – O dinheiro

Por fim, você também vai ter que levar um valor em dinheiro, além do limite do cartão de crédito. Obviamente, eles devem ser compatíveis com duração da sua viagem.

Isso porque existem uma preocupação do controle migratório para que você tenha condições de se manter durante o período que deseja visitar o país.

Portanto, verifique o período de permanência permitido para cada país, que geralmente varia entre 30 e 180 dias e saiba qual é o valor correspondente para tais dias nesse lugar.