Saiba tudo o que é importante sobre viajar no réveillon durante a pandemia

Quando chegar o réveillon, nós brasileiros vamos estar há praticamente 9 meses de isolamento social. Ou, pelo menos, conforme as indicações sanitárias. Assim, muita gente está pensando em viajar no réveillon durante a pandemia. Para especialistas, com as devidas recomendações e medidas de segurança, isso é possível. Entenda.

A gente fez uma matéria bastante pontual aqui para citar alguns pontos realmente importantes. Assim, vamos falar sobre a atualidade da pandemia, as medidas de segurança, se há um melhor jeito para viajar, o que não fazer durante as viagens e até sobre o “turismo de isolamento”. Leia mais para entender tudo isso.

A pandemia

O primeiro ponto que queremos destacar aqui é que a pandemia ainda não acabou. Por isso, algumas medidas devem ser consideradas e são importantes. Mais do que isso, o que estamos vendo é que ainda há muitas incertezas sobre viagens, passeios e a virada do ano.

Mas, por outro lado, várias regiões estão permitindo que o comércio e o turismo voltem a funcionar – nem sempre de forma total. Assim, há sim uma “faísca” de possibilidades para quem não quer passar a virada do ano em casa.

E é aqui que se começa a pensar nesse planejamento do réveillon durante a pandemia. A partir disso, nós fomos atrás da opinião de especialistas, como é o caso da Raquel Panke, da PUC do Paraná, que sempre dá entrevistas para a imprensa falando do tema.

ANÚNCIO

As medidas de segurança

Esse próximo ponto é para falar das medidas de segurança. Porque, como já anunciamos, mesmo que as viagens se tornem possível, saiba que a pandemia não acabou, ainda. Então, no seu planejamento de viagens deve estar sendo considerado as medidas de segurança.

Primeiro, considere que é fundamental ter informações antecipadas sobre os produtos que serão contratados, como é o caso do destino, da hospedagem, etc. O que a especialista comenta é sobre saber se os locais estão oferecendo álcoois em gel, por exemplo.

Além disso, os hotéis também devem ter os chamados tapetes sanitizantes, fazer a medição da temperatura corporal dos turistas e visitantes, usar a rigor os procedimentos de limpeza, entre outros fatores referentes à “segurança sanitária”.

O melhor jeito de viajar

Ainda para falar do réveillon durante a pandemia, saiba que os especialistas já comentaram por várias vezes que sempre que for possível é preferível ir de carro, apenas com a família, do que pegar avião ou ônibus.

O motivo é simples: as possibilidades de contraírem a doença são menores. Mas, mesmo ao viajar de carro, a recomendação é que se tenha sempre o cuidado de higienizar as mãos, o que é “praticamente obrigatório”, eles falam.

Além disso, dá para pensar em higienizar os locais que são tocados com frequência, como o volante do motorista, as maçanetas das portas, o câmbio, os botões do painel, etc. E sobre a circulação de ar dentro do veículo, a dica é deixar as janelas abertas ao invés do ar-condicionado ligado.

O que não fazer ao viajar na pandemia

Agora, nós temos aqui uma dica bem legal. Saiba que há alguns dias foi lançado um documento chamado de Guia do Viajante Responsável, que foi feito por mais de 25 entidades do setor do turismo nacional.

A ideia foi trazer notícias, informações e dados sobre a possiblidades de viajar no réveillon durante a pandemia com menos riscos possível. O objetivo é mostrar o que se pode e o que não se deve fazer durante as viagens. E nós vamos falar do que não se deve fazer. Veja.

A primeira coisa é evitar aglomerações. A segunda é seguir os procedimentos de cada destino. O Guia também pontua que não se deve optar pelos hotéis que não seguem os protocolos de segurança. “Afinal, o turista sempre confia no hotel”.

Se você quer saber mais desse Guia, saiba que ele está disponível de graça. E você também pode conferir um resumo dele no vídeo que foi lançado.

O turismo de isolamento

Panke também comenta que se as empresas seguirem esse padrão, imposto e indicado pelas agências de vigilância, será possível criar o chamado “turismo de isolamento”. Ou seja, para ela, será possível que as pessoas viagem ainda este ano.

“Dessa forma vai dar para retomar a atividade turística pelo turismo doméstico. Ainda mais quando estivermos falando sobre locais próximos às grandes cidades, que se planejam para um turismo controlado e de capacidade restrita no número de visitantes”.

Sobre isso, ela ainda comenta que os destinos mais seguros para viajar na pandemia são aqueles que de “pequena escala”. Ou seja, os que não permitem as aglomerações e estão preparados para receber o turista de forma segura.

viajar no réveillon durante a pandemia

Há ainda quem recomende que se faça sim viagens, afinal, isso auxilia no relaxamento da tensão de todos os acontecimentos do ano. Porém, essas mesmas pessoas falam em ir para lugares menos aglomerados, como é o caso das praias. Talvez, pensar em cidades do interior.

As cidades do interior

Se você está pensando em cidades do interior, para viajar durante a pandemia de forma segura, saiba que temos algumas dicas de textos bem legais aqui. Veja:

A nossa ideia, com esses textos, é mostrar que há lugares longe das praias ou que não são tão aglomerados assim para passar alguns dias. A citação não é uma indicação de hospedagem, mas uma forma de pensar que há alternativas para viajar no réveillon durante a pandemia de forma mais segura.

ANÚNCIO