Conheça 3 destinos para viajar com o dinheiro do PIS pela CVC

34
PROPAGANDA

O PIS é o Programa de Integração Social é uma espécie de abono salarial pago à muitos trabalhadores brasileiros. O pagamento pode chegar à 1 salário mínimo e o recurso pode ser usado como o beneficiário quiser. Inclusive, dá para viajar com o dinheiro do PIS.

E para chegarmos à essa conclusão, a gente pesquisou algumas ofertas da CVC Viagens. Dentro das opções existem 3 destinos incríveis aqui no Brasil. Sendo: Rio de Janeiro, Florianópolis e Foz do Iguaçu. Por isso, abaixo temos dicas sobre esses passeios. Saiba quanto custa essas viagens e descubra se dá para usar o seu dinheiro do PIS para realizar essa viagem.

Se você não entende muito do PIS, não se preocupe. No final do conteúdo, a gente trouxe as informações mais importantes sobre esse benefício. Inclusive, a gente mostra como dá para consultar o saldo do PIS para ver se dá para pagar a sua próxima viagem.

Ofertas CVC

A CVC tem uma página online onde disponibiliza todas as suas promoções e ofertas de viagens. Foi lá que encontramos essas opções de passeios para se fazer com o dinheiro do PIS. E há opções para fora e dentro do Brasil. A nossa seleção é para os destinos nacionais.

PROPAGANDA

Agora, você também pode ver todo o saldão de ofertas da CVC, aqui nesta página.

1 – Rio de Janeiro

A primeira opção para quem vai sacar o PIS é o destino mais conhecido do Brasil, o Rio de Janeiro. Entre as principais características do pacote, nós temos o fato de partir de São Paulo (SP) e de estar incluído em 2 diárias.

A viagem está marcada para o mês de novembro e custa a partir de R$ 335. O valor pode ser parcelado em até 10 vezes sem juros. Além disso, a companhia aérea é a Gol Linhas Aéreas e o Hotel é o Cruz de Ouro. Ele tem incluso o café da manhã e uma suíte para casal.

Também dá para viajar pela Azul Linhas Aéreas, mas aí o valor sobe um pouco mais, para R$ 416. Para saber mais sobre essa opção, acesse o site da CVC Viagens.

Saiba como usar o FGTS em viagens pelo Brasil

2 – Foz do Iguaçu

A nossa segunda opção é Foz do Iguaçu. E também é acessível para quem vai receber o PIS porque o pacote todo sai por menos de R$ 400. Na verdade, isso vai depender do quanto você tem direito a receber. Mas, se tiver R$ 392 já pode comprar o pacote na CVC.

De modo geral, essas condições são para passagens compradas na Azul Linhas Aéreas, partindo de Guarulhos (SP). O passeio é para o início de novembro e o hotel é o Foz Express Hotel. Ao todo são 3 noites incluídas e sem o café da manhã.

Para quem quiser voar de Gol, o preço pode subir um pouco para R$ 459. E se você quiser saber mais desse pacote da CVC, acesse a página.

3 – Florianópolis

Já para quem acha que viajar para Florianópolis é caro demais, aqui está uma prova do mito. Com R$ 397 dá para viajar para este destino, provando que dá sim para viajar com o dinheiro do PIS para Floripa.

Essa opção de pacote inclui os voos com a Latam e a hospedagem no Flat Amsterdam por 3 noites. O quarto é duplo e econômico, portanto, sem café da manhã. A viagem é possível, nesse valor, no final de setembro. E você pode saber mais sobre ela aqui.

Como reservar o pacote?

Depois de analisar as opções acima e ver que dá para viajar com o dinheiro do PIS pela CVC, considere que é preciso confirmar o interesse para não perder a oportunidade. Assim sendo, após escolher é preciso fazer o cadastro ou acessar o cadastro.

Nesse cadastro vai ser preciso informar os dados do passageiro e, inclusive, um e-mail ativo para o envio do voucher. O voucher é o documento de informações da viagem. Ele é importante no check-in que é feito nos aeroportos.

O processo é todo indicado pela plataforma online, lembrando que o pagamento pode acontecer de várias formas. Seja pelo pagamento em dinheiro, cartão de crédito ou transferência bancária.

Na maioria das vezes, dá para parcelar em até 10 vezes sem juros ou em até 12, com juros. O ideal é consultar as taxas cobradas e os juros antes de fechar o contrato.

ATENÇÃO ÀS TAXAS – a CVC informa que os pacotes não têm a inclusão das taxas de serviços e nem do ISS (Imposto sobre Serviço). E nem mesmo sobre outros tipos de impostos. Assim sendo, é preciso verificar essas informações mais profundadas. Inclusive, saber se há taxas de turismo, taxas de embarque e etc.

Sobre o PIS

O PIS é um direito de muitos trabalhadores e tem como base o salário mínimo vigente no país. Hoje, o salário mínimo é de R$ 998. E, dessa forma, esse é o valor máximo que se pode receber de benefício. Para quem trabalha no período mínimo, de 1 mês, o valor é de R$ 84.

Lembrando que para ter direito ao PIS é preciso estar cadastrado no programa há 5 anos, ter renda média abaixo de 2 salários mínimos mensais e ter trabalhado, ao menos, por 30 dias no último ano para empresas (pessoas jurídicas). Além disso, é preciso ter os dados cadastrados no Rais – Relação Anual de Informações Sociais.

Para quem não sabe se tem direito ao PIS ou se tem algum valor a receber, uma boa ideia é baixar o aplicativo da Caixa. Por lá, dá para acessar essas informações. Saiba mais aqui.

PROPAGANDA