Seguro viagem – aprenda o que é e quando ele pode ser usado

Nos dias atuais, muita gente já viajou o mundo afora, não é mesmo? No entanto, muita gente ainda não andou de avião. Independente disso, você sabia que existem os seguros de viagens? Muita gente, mesmo as que já voaram de avião, não sabia.

Isso porque para destinos dentro do país, os seguros nem sempre são obrigatórios. Mas, para países afora, como aqueles do Tratado de Schengen, sim. Eles são obrigatórios e ainda possuem exigências.

Abaixo você vai entender um pouco mais sobre o que é o seguro viagem, os tipos de seguros, de coberturas e quando eles podem ser usados na sua viagem.

O seguro viagem

A melhor maneira de explicar o que é um seguro viagem é trazer a comparação com um plano de saúde. Geralmente, no plano, a gente paga uma mensalidade e tem direitos à serviços. Como atendimento 24 horas em hospitais e consultas médicas.

ANÚNCIO

No seguro viagem, a ideia é a mesma. Você vai pagar um valor (que quase sempre pode ser parcelado) e vai ter direito aos atendimentos médicos em casos de imprevistos.

É claro que nem sempre vamos usar o seguro, mas como o plano médico, é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo? Por isso, muita gente opta por fazer o seguro viagem.

Agora, em alguns países, ele é obrigatório e precisam ter coberturas mínimos, como de 30 mil euros para viagens à países do Tratado de Schengen.

A assistência viagem

Aqui, vale citar um adendo para falar sobre a assistência viagem. Ela também é um tipo de seguro viagem muito usado aqui no Brasil. E também tem coberturas parecidas, com valores parecidos. Mas, há diferenças.

A principal diferença está no fato de que no caso da assistência, o cliente é que custeia todos os gastos que tem. Depois, a empresa faz o reembolso. Já no caso dos seguros viagens mais comuns, não. Aí, a empresa arca com tudo na hora do imprevisto.

E, na verdade, não há um melhor do que o outro. Isso vai depender do perfil de cada viajante. Alguns preferem não ter gastos na hora. Outros preferem não esperar o atendimento médico e fazem isso por conta.

Agora, o legal é verificar que muitas empresas e corretoras possuem planos com as 2 opções, tanto o seguro viagem tradicional como o assistência viagem.

Qual seguro viagem contratar?

Não há uma resposta única para essa pergunta. Isso porque existem muitas variações de coberturas, de valores de apólices, de tipos de contrato, de inclusão de pessoas, etc.

Para se ter uma ideia, uma pessoa grávida ou que vá praticar esportes radicais vai ter um custo maior no seguro. Quem vai viajar de ônibus, por exemplo, tem custos menores.

Agora, para encontrar a melhor opção do mercado, o único jeito é pesquisar nas várias empresas que oferecem os serviços. Lembrando que existem corretoras, empresas, companhias aéreas e cartões de crédito que tem o serviço.

Leve em conta que alguns têm o diferencial de reembolso das passagens aéreas em caso de problemas médicos do passageiro, por exemplo. Além de outros diferenciais que cada empresa busca ter para fidelizar clientes.

ANÚNCIO