Conheça esse roteiro de Harry Potter pela Escócia, em Edimburgo

A Escócia é um país que fica dentro da ilha da Grã-Bretanha, na Europa. Assim sendo, faz parte do Reino Unido. A sua capital é Edimburgo. Mas, o que isso tudo tem a ver com o universo mágico de Harry Potter? O lugar foi inspiração para a criação da história. E hoje dá para fazer um roteiro de Harry Potter pela Escócia e sentir na pele a sensação que a escritora teve.

Na verdade, a gente precisa ter cautela ao falar disso. Isso porque atualmente JR Rowling, que é a autora da saga, já contou ao público sobre as suas inspirações. Uma delas, talvez a primeira delas, nasceu quando ela saiu de um relacionamento abusivo em Portugal e começou a viver na capital da Escócia, que é Edimburgo.

Portanto, para quem gosta da história de HP e respeita muito essa autora incrível, a cidade tem um ar muito significativo. Foi lá que o primeiro livro de Harry Potter foi inscrito. E a autora não cansa de dizer que existem vários lugares de Edimburgo que inspirou a criação de cenas tratadas no livro e, mais tarde, nos filmes.

O roteiro de Harry Potter pela Escócia

Assim sendo, nesse roteiro temos que considerar que o país todo passou a ser mais visitado, ao menos pelos fãs da saga, após o sucesso que a autora teve. Sendo assim, o que os visitantes queriam eram conhecer tais lugares inspiradores.

Atualmente, existem diversas agências que criaram roteiros baseados em Harry Potter, que são, de fato, lugares que inspiraram Rowling. Você deve considerar, por exemplo, o café onde a escritora começou a escrever o livro e o cemitério onde deu origem a alguns personagens.

ANÚNCIO

Ah, antes de litarmos as opções, porém, considere que tudo isso começou em 1993, que foi quando Rowling se mudou para Edimburgo. Assim sendo, pode ser que alguns dos lugares estejam um pouco diferentes. Ainda assim, são referenciados.

CAFETERIA THE ELEPHANT HOUSE

É uma cafeteria pequena, mas que hoje tem um significado imenso. Afinal, inicia esse roteiro de Harry Potter pela Escócia. Ela fica bem no centro de Edimburgo e foi o lugar base para a autora finalizar o seu primeiro livro da série.

O dono do lugar já contou que JK costumava se sentar em uma mesa que dava vistas para o cemitério de Greyfriars e também para o Castelo de Edimburgo. Atualmente, a cafeteria atrai fãs do mundo todo e é um dos lugares mais populares da capital escocesa.

Inclusive, ao chegar lá você vai ver uma placa que diz “lugar de nascimento de Harry Potter”. O endereço é na 21 George IV Bridge.

GEORGE HERIOT’S SCHOOL

A escola que inspirou a criação de Hogwarts também existe. Para quem não sabe ou não se recorda, saiba que Hogwarts é uma escola de magia e o mais legal é que na escola original os alunos também se dividem em 4 turmas, através das cores.

A coincidência está no fato de considerarmos, como na série de Harry Potter, as “turmas” de Grifinória, Sonserina, Corvinal e Lufa-Lufa. Uma coisa bem legal de considerar é que lá tem uma arquitetura que é de deixar o queixo caído, exatamente como está nos livros.

O endereço é Lauriston PI.

GREYFRIARS KIRKYARD

Esse é um cemitério que tem túmulos, obviamente. Lá está o túmulo de Tom Riddle, que é real nome de Lord Voldemort. E você poderá encontrar outras lápides, com nomes de personagens dos livros, como a da professora McGonagall. O endereço é: 26ª Candlemaker Row.

VICTÓRIA STREET

Se você se lembra das narrações do livro, também vai se lembrar que a escritora fala de um Beco Diagonal. Essa é a verdadeira Victória Street, que tem casinhas e prédios medievais incríveis, muito semelhantes com aqueles contados nos filmes de HP.

Assim, também deve estar no seu roteiro de Harry Potter pela Escócia. Aliás, os moradores locais contam que essa rua era o caminho usado pela escritora para chegar até a cafeteria, que já citamos acima.

A rua também tem muitos cafés, restaurantes e lojinhas de produtos gráficos, como livros. Um deles é o The Great Wizard e outro é o Museum Context. O endereço é na Old Town.

BALMORAL HOTEL

O último dos cenários que vamos trazer aqui, para você visitar, é o hotel que foi escolhido pela autora para finalizar o último livro da saga. Nesse caso, ela já estava sendo uma referência internacional como autora. E ficou durante 4 meses em um quarto com vistas para a cidade.

Curiosamente, o Balmoral é uma das hospedagens mais caras de Edimburgo hoje em dia. Assim sendo, se você quiser ficar no mesmo quarto que a autora ficou vai ter que desembolsar um valor de R$ 7 mil a diária. Está preparado para isso? O hotel fica na 1 Princes St.

Conheça essa pizzaria inspirada em Harry Potter, que fica em Gramado (RS)

Bônus – guia brasileiro

Durante a produção desse conteúdo, a gente encontrou uma opção de viagem que inclui um guia brasileiro em Edimburgo e considera alguns dos pontos citados acima. É claro que você tem que analisar se vale a pena e se é confiável antes de fechar o contrato, né.

De qualquer modo, esse roteiro inclui uma visita guiada no Castelo de Edimburgo, um passeio guiado pela Royal Mile (que tem a cafeteira citada acima) e um roteiro em vários museus.

Conheça esse roteiro de Harry Potter pela Escócia, em Edimburgo

Os guias ficam a disposição o dia todo, mas o passeio não inclui hospedagens e nem refeições. Você pode tirar mais dúvidas e ver informações no e-mail: info@guiatourguides.com.

ANÚNCIO