5 dicas para quem vai fazer uma road trip na América do Sul

Road Trip você sabe o que, não sabe? É uma viagem de carro, que tem o objetivo de curtir o passeio no seu mais íntimo sentido. A ideia é aproveitar a viagem observando a natureza, a paisagem, a estrada e tudo de mais bonito que há em uma viagem de carro.

Agora, por que escolher a América do Sul? Obviamente porque por aqui temos lugares incríveis, provando que não é preciso ir longe para ter uma viagem inesquecível.

Aliás, se você está mesmo disposto a lugares incríveis, uma boa ideia é fazer isso com um carro no formato 4×4, que possibilita mais aventuras, independente do tipo de terreno que você vai encarar.

Outra coisa é que na América do Sul temos lugares como Chile, Paraguai, Bolívia e Argentina, que possibilitam passeios pra lá de interessantes. Vamos às dicas.

ANÚNCIO

1 – O veículo

A primeira dica já foi dada acima, mas vamos reforçar aqui.

É importante estar com um carro que permita o passeio nas mais variáveis situações: chuva, sol, noite, dia, etc. Aí, outra coisa é fazer a revisão do veículo, principalmente em itens como freios, óleo, motor, pneus, etc.

Agora, um detalhe importante é que alguns países exigem itens como kit de sinalização e restrições quanto ao uso da película de proteção, que escurece os vidros.

2 – As moedas

Outro ponto importante é quanto as moedas. Você precisa se planejar e saber que vai ter que ter, ao menos um pouco, dinheiro em espécie. Isso vale para os pagamentos de pedágios ou ingressos, por exemplo.

Aliás, em muitos casos, vai ser essa a melhor forma de pagamento em áreas de conservação que você vai passar ou para custear o combustível.

Com a crise da Argentina, o país tem lugares que só aceitam dinheiro e não o cartão de crédito, por exemplo. Então, fica aqui a dica.

3 – Os pedágios

Já falamos que você vai ter que pagar os pedágios em dinheiro vivo, né?

Outra coisa é que existem muitos pedágios na América do Sul. E, na maior parte das vezes, o pagamento é com dinheiro mesmo. Nada de débito ou crédito.

Ah, e tem mais: dependendo do lugar que você for, como em Santiago no Chile, você vai ter que ter um passe diário porque os pedágios são eletrônicos, com a leitura da placa do carro. Esses aparelhos são vendidos em postos de combustíveis locais.

4 – As pernoites

Não dá para viajar dirigindo o tempo todo. Você vai ter que planejar pernoiteis em hotéis. E se puder antecipar a reserva, melhor ainda. Isso porque existem as tarifas e você vai encontrar mais opções também.

5 – O seguro saúde

É outro detalhe que precisa ser pensado antes. Ele é importante para imprevistos e, além do fato, de que em algumas regiões é obrigatório.

Aí, você tem que considerar também que ele é importante porque mesmo que na América do Sul, a culinária entre os vários países é diferente. Além disso, há lugares bem frios, os quais não estamos acostumados.

Portanto, consultas médicas e à hospitais podem mesmo acontecer.

ANÚNCIO