Como ter renda todos os meses para viajar? Estude esse passo a passo

Você já pensou na possibilidade de ter renda todos os meses para viajar para cada canto do Brasil e até mesmo para fora do país? Parece um sonho muito distante da sua realidade? Calma que isso nem sempre é verdade. E nós vamos explicar os motivos.

Primeiro, vamos fazer um rápido exercício de imaginação. Pense que você pudesse guardar uma parte do salário (pequena parte). Então, você descobre que mensalmente você recebe juros pelos ativos. Legal, não? E tem mais.

Além disso, você percebe que os seus ativos também podem valorizar. Ou seja, quando você decidir vende-los existe a chance de que eles estejam com valor acima do que você pagou no começo. Achou a ideia interessante? Então, continue lendo.

A verdade é que dependendo do valor que você conseguiu guardar por mês e acumular ao longo do tempo pode ser que chegue uma hora em que você tenha um bom saldo aplicado. Nesse caso, os seus rendimentos mensais podem ser suficientes para pagar suas viagens.

O que? Dá mesmo para ter rendimentos mensais e viver só com essa grana? Dependendo do seu custo da viagem e do seu rendimento, claro que dá! Como? Uma opção, entre tantas, de receber juros mensais, é través dos fundos de investimentos imobiliários.

ANÚNCIO

E o que são esses fundos?

Na teoria, a gente pode dizer que temos fundos de investimentos. Assim, entre as principais características, a gente pode dizer que eles são negociados na bolsa de valores. Outra coisa é que alguns possuem dividendos, ou seja, o pagamento mensal de juros ao investidor.

O que mais é importante saber? Que eles aplicam o dinheiro em imóveis físicos ou em investimentos focados no setor imobiliário. Além disso, possuem gestores ativos que fazem a escolha dos ativos e toda organização do fundo.

De modo geral, tem sido uma forma muito usada por pessoas que querem investir em imóveis sem ter a preocupação de ficar pensando em como vai construir a casa, como vai alugar, para quem, em qual valor, etc. É uma forma simplificada de investir no setor.

Bom, existem outros pontos importantes a serem considerados sobre o funcionamento desses fundos. Inclusive, é preciso considerar também os custos e as rentabilidades. Se você quiser saber desses pontos, nós temos uma matéria que explica: “Entenda o que são FIIs”.

Quais as vantagens dos FIIs?

Como falamos no tópico acima, parece simples entender como funciona esses FIIs, né? No entanto, além de renda todos os meses para viajar, será que existem outros pontos favoráveis para investir dinheiro nesses fundos e não em outros fundos?

Com certeza, existe uma série de vantagens. Por exemplo, se a gente acompanhar algum estudo sobre o pagamento dos juros desses fundos, vamos ver que quase sempre eles ficam acima do CDI, que acompanha a Selic, a taxa básica de juros da economia.

Então, de uma forma muito simplista, podemos ver que eles são melhores do que a renda fixa, por exemplo. Além disso, já falamos da facilidade em negociar os imóveis, sem que a gente precise mesmo ter um imóvel físico, não é? E tem a vantagem de comprar o FII pelo celular.

Bem, o fato é que também temos aqui uma matéria que explica exatamente as vantagens que existem ao investir em fundos imobiliários: leia.

Quanto custa um fundo imobiliário?

Acima, nós explicamos o que são os FIIs. Depois, a gente citou algumas das vantagens. Correto? E pode ser que você já tenha notado que é uma ótima opção e alternativa para quem quer ter uma renda mensal para usar para vários fins, como viagens.

Mas, agora vem a pergunta-chave do artigo: quanto custa um FII? Afinal, é fácil falar em investimento quanto se tem muito dinheiro na conta, né? Porém, para quem tem salários baixos ou contas altas, com orçamento espremido, isso é bem complicado.

Na verdade, há FIIs que custam menos do que R$ 10. O quê? Menos de R$ 10? Na verdade, a gente já mostrou aqui no blog que tem um FII que tem um preço atual abaixo dos R$ 0,88. É isso mesmo, é o CARE11, que ainda paga 0,45% de dividendos.

Bem, se você quer conhecer outros, entre tantos FIIs mais baratos do que R$ 10, a notícia boa é que nós também pensamos nisso e criamos um artigo que fala exatamente dessas opções supereconômicas: confira os 7 fundos imobiliários mais baratos que R$ 10.

Como investir em um FII pela corretora?

Para terminar essa matéria que explica como ter renda todos os meses para viajar através dos fundos imobiliários, agora nos resta saber como é que se faz para investir nesses ativos através do celular, de uma corretora, sem precisar sair de casa, né? E isso é bem simples.

renda todos os meses para viajar

Por exemplo, o passo a passo inclui: a criação de uma conta na corretora (que pode ser gratuita). Depois, a transferência por TED (que também pode ser gratuita se você tem conta digital). Então, vem a escolha dos fundos (já que existem muitos disponíveis no país).

O próximo passo é pensar na aplicação, considerando os valores dos preços atuais e também o horário de negociação, que vai das 10 horas até as 17 horas de segunda à sexta-feira. E, por último, tem a ordem de compra, que precisa ser autorizada.

Achou fácil, né? Agora, se quiser saber todos os detalhes, adivinhe: também temos uma matéria que explica o passo a passo para investir em FII. No conteúdo, a gente ainda dá uma dica sobre como acompanhar os resultados dos seus ativos.

ANÚNCIO