Aprenda como fazer um planejamento financeiro para viajar na aposentadoria

Para muita gente, a aposentadoria pode significar um momento da vida onde surgem muitos gastos e a renda mensal diminui. Isso já gera, por si só, um problema. No entanto, você pode ser alguém que passa por outro momento, com viagens. Isso só é possível através de um bom planejamento financeiro para viajar na aposentadoria.

Mas, o que será que é preciso considerar para criar esse cronograma de finanças? E como será que dá para fazer isso? Afinal, como estar preparado para este momento que exige tantos recursos? É sobre tudo isso que vamos falar. E mais, dá até para viajar nessa época da vida!

Aprenda como fazer um planejamento financeiro para viajar na aposentadoria

A ideia deste conteúdo não é falar mal da previdência social. Nem mesmo reclamar da velhice, que pode resultar em contas a pagar e gastos com medicamentos. Mas, o foco é justamente o de dizer como, através do planejamento financeiro, é possível fazer os sonhos se tornarem realidade.

E se você gosta de viajar e passou a vida toda pensando nisso, sabe muito bem do que estamos falando, não é mesmo? Pode ser uma viagem simples, para um outro estado do país assim como uma viagem mais distante, para outros. Não importa para onde, mas como você vai fazer isso. Acompanhe as dicas!

O que é o planejamento financeiro

Um planejamento financeiro nada mais é do que um programa que se cria para um fim financeiro. Dessa forma, você deve se planejar para tudo na vida. Seja para comprar um celular novo ou simplesmente para conseguir pagar as contas do mês sem atraso.

E se a gente está falando sobre aposentadoria e viagens, vale a mesma ideia. É ideal que se crie esse cronograma para tornar essa fase da vida mais incrível e mais intensa, com menos problemas e menos dívidas, também.

Até mesmo porque, como a gente tem visto, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) está tendo sérios problemas. E há quem diga que ele não vai aguentar pagar todos os aposentados, que serão muitos, nos próximos anos.

Aí, o que cabe ao cidadão é se planejar para ter os próprios recursos disponíveis no futuro. Tem que opte por fazer isso através de previdências privadas, de consórcios, de seguros ou investimentos. E não importa como, se você está pensando nisso, ótimo!

O planejamento financeiro para viajar na aposentadoria

Como mencionamos nas linhas acima você pode ter o seu próprio jeito de guardar dinheiro para a aposentadoria e não ficar, totalmente, dependente do governo para isso. Mas, para simplificar a conversa, vamos considerar um investimento financeiro.

Entre todas as opções, eles são aqueles que podem ter os melhores rendimentos. E, até mesmo porque, hoje em dia, existem várias opções de aplicações, que partem da renda fixa e vão até a renda variável.

Pensando nesse longo prazo, inclusive, o Tesouro Direto tem sido a melhor opção para muita gente. Até mesmo porque permite o depósito de alguns reais mensais e isso já vai se transformar em um bom patrimônio financeiro ao longo do tempo.

Mas, como fazer o planejamento financeiro para viajar na aposentadoria? Basicamente, você tem que ter um produto, que pode ser um título do Tesouro, por exemplo. Aí, você faz aportes mensais com base na sua renda. E no fim do prazo, você tem o dinheiro acumulado.

Leia Também:

Quanto guardar para a aposentadoria?

Para saber quanto guardar de dinheiro para esse momento da sua vida, considere que é preciso pensar em vários fatores. Um deles é sobre o quanto você ganha e o outro é sobre quanto você quer ter no futuro. Além disso, é preciso saber em quanto tempo você vai se aposentar, também.

Por exemplo, alguém que ainda é jovem e tem 40 anos para se aposentar tem um ótimo tempo para juntar dinheiro. Isso quer dizer que acumular R$ 200 mensais já seria muito indicado para ter um bom patrimônio lá na frente.

Já para quem tem apenas 20 ou 10 anos, aí, os aportes mensais precisam ser de valores maiores para que represente um valor significativo lá no futuro. E assim dá para ir pensando proporcionalmente.

Além disso, a gente tem que falar também que sempre se deve respeitar o próprio orçamento mensal. Isto é, na hora de fazer o seu planejamento financeiro para viajar na aposentadoria, saiba que juntar 10% de tudo o que você ganha é um bom começo.

Agora, se fizer isso com 20%, melhor ainda. E se você tiver bastante tempo ou ganhar muito dinheiro no mês, dá até para juntar 5% do salário para esse fim, viu.

Como saber quanto usar para as viagens?

Aprenda como fazer um planejamento financeiro para viajar na aposentadoria

Acima a gente falou sobre dicas para juntar dinheiro para a aposentadoria. Mas, como saber quanto desse todo pode ser usado para as viagens e realizações de sonhos? O ideal é que você faça as contas e tenha uma ideia do seu gasto mensal de vida.

Por exemplo, se você tem um patrimônio acumulado que rende R$ 5 mil e você tem um custo de vida mensal de R$ 3 mil. Então, você tem R$ 2 mil livre. A partir daí você pode começar a fazer as contas e escolher o seu destino de viagem.

Considere ainda que você deve estudar juntar parte dessa renda ao longo dos meses e isso pode significar, até mesmo, uma viagem maior, internacional, por vários dias. Tudo, como você notou acima, é uma questão de planejamento!

E isso vai te permitir viajar para qualquer lugar do mundo durante essa fase da sua vida, que pode ser, inclusive, a melhor de todas. O planejamento é a chave!