Tudo o que você precisa saber sobre a mesquita do Sheikh Zayed, em Abu Dhabi

A mesquita do Sheikh Zayed é um dos pontos turísticos de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, mais importantes da atualidade. Aliás, ela é chamada de A Grande Mesquita, justamente por ser a maior e mais importante da capital. Inclusive, há muitas curiosidades sobre ela.

A primeira é saber que, se você for lá durante as orações do Eid, que acontecem às sextas-feiras, você poderá estar junto com mais de 41 mil pessoas. Outra coisa é que ela demorou 11 anos para ser construída – do início ao fim, obviamente.

E não para por aí. Bom, vamos por partes, a gente fez essa matéria para contar mais sobre a mesquita do Sheikh Zayed, que acaba sendo visitada pelos brasileiros que vão, por algum motivo, até a capital dos Emirados Árabes. Bora lá conhecer esse lugar fantástico?

A construção

A construção, como já falamos, durou 11 anos. Assim, partiu de 1996 e foi finalizada em dezembro de 2007. Com capacidade para mais de 41 mil pessoas. Para quem não sabe, uma mesquita é um lugar sagrado para a religião islâmica.

A projeção se deu pelo arquiteto sírio Yousef Abdelky. O lugar tem 290 metros por 420 metros, o que dá uma área extensão de mais de 12 hectares. Sem contar o estacionamento, obviamente.

ANÚNCIO

A inspiração veio da mesquita de Abu al-Abbas al-Mursi, que fica no Egito e mistura a cultura persa, mughal e alexandrino. E depois também foram buscadas ideias na mesquista Badshahi, no Paquistão. O projeto foi pago pelo presidente, Sheikh Zayed bin Sultan Al Nahyan.

Então, daí é que vem o nome da mesquita. O presidente queria ter uma estrutura que pudesse unir todo o mundo islâmico em um único lugar. E isso também tinha a ver com restaurar os valores históricos e modernos da arquitetura do país.

Mais da construção

Ainda sobre a construção, considere que a empreiteira contratada foi a Impregilo da Itália, com mais de 3 mil trabalhadores e 38 terceirizadas. Os materiais foram escolhidos a dedo, pensando em ser duradouros, como mármore, ouro, pedras, cristais e cerâmicas.

Por exemplo, quando se fala na mesquita do Sheikh Zayed, a gente deve considerar que há lugar para 40 mil fiéis e mais 7 mil na sala de oração. Também há 2 salas de orações menores, para 1.500 pessoas cada uma. Elas são para mulheres.

Uma curiosidade é que mármore Sivec foi trazido de Prilepo, na Macedônia. Ele foi usado no revestimento externo. Enquanto o mármore Laas branco, usados dentro, veio da Lasa, na Itália. E o mármore Makrana, da Índia, foi usado em anexos e escritórios.

As curiosidades da mesquita do Sheikh Zayed

Além dos mármores usados na construção da mesquita, saiba que há outras curiosidades, as quais vamos citar agora mesmo. Continue lendo e descubra.

mesquita do Sheikh Zayed

O tapete – o tapete que fica no salão de orações é o maior fabricado pelas empresas iranianas e foi desenho pelo artista Ali Khaliqi. Ele tem mais de 5.000 m² e foi feito por mais de 1.200 atadores de carpete. Ele pesa 35 toneladas e é de lã da Nova Zelândia e do Irã.

Os lustres – uma boa parte dos lustres são importados da companhia Faustig de Munique, na Alemanha. Eles contêm cristais Swarovski. Entre eles, há o 2º maior lustre dentro de uma mesquita e o 3º maior do mundo, com diâmetro de 10 metros e 15 metros de altura.

A iluminação – sobre a iluminação também há curiosidades. Por exemplo, as piscinas refletem as colunas da mesquita. Enquanto que o sistema de iluminação, dos arquitetos da Speirs e Major Associates, reflete as fases da lua.

Os escritos – Os escritos são feitos na caligrafia tradicional cúfica, desenhadas por Mohammed Mandi Al Tamini. Assim, os 99 nomes de Alá são mostrados na parede de Quibla, que tem uma parede com iluminação de fibra óptica.

O número 1 em atividades em Adu Dhabi

Por fim, uma última curiosidade é que essa mesquita está listada como a número 1 em atividades para fazer na capital dos Emirados Árabes no Tripadvisor, que é uma plataforma de viagens, que cita dicas, fotos e comentários sobre o turismo mundial e nacional.

Assim, entre as avaliações, a grande maioria das pessoas comentaram que o lugar é “excelente”. E entre os comentários positivos, nós temos: “um dos lugares mais maravilhosos que já conheci” e algumas dicas sobre as regras de vestimentas, que são rigorosas.

mesquita do Sheikh Zayed

De forma geral, a regra é que homens usem calças compridas e camisetas que cubram os ombros. No caso das mulheres é preciso saias longas ou calças largas, camisas de manga longa, lenços no cabelo. E quem não tem receberá, na entrada, uma burca gratuita.

O parque da Ferrari

Oras, o que o parque da Ferrari tem a ver com a mesquita? Na verdade. Não muita coisa. Mas, de fato é um ponto turístico importante de Abu Dhabi também. Inclusive, não é raro encontrar roteiros de viagens que permite ambos passeios no mesmo dia.

Sendo assim, dá para pensar em visitar o parque de diversões, que tem a montanha russa mais rápido do mundo, de manhã e ir na mesquita a tarde. Ou vice-versa, também. Logo, se você gostou dessa ideia, uma boa dica é ler uma matéria que fizemos sobre o parque. Leia agora.

Na verdade, a gente focou mais nessa montanha russa, mas acabamos falando também sobre o parque de uma forma geral. Aliás, citando os preços, onde comprar os ingressos e muito mais, como onde comer, etc.

ANÚNCIO