Aprenda como escolher o melhor seguro viagem para gestante

Você já sabe que o seguro viagem é um documento importante, e muitas vezes obrigatório, para quem vai viajar, né? No entanto, alguns não possuem coberturas para grávidas. Se esse é o seu caso, saiba que vamos te ajudar a escolher o melhor seguro viagem para gestante.

Isso porque existe no mercado um tipo diferente de seguro viagem para esse público. Para quem está com um bebê na barriga e vai para outro país, o documento se torna obrigatório e imprescindível. Por isso, é tão importante saber como escolher o melhor.

E se você realmente acha que isso não é necessário, saiba que em outros países até mesmo o atendimento público de hospitais é pago. Diferente do Brasil, onde o SUS (Sistema Único de Saúde) atende gratuitamente.

Aí é que entra o grande problema: os valores para esses atendimentos costumam ser bem altos. Em países como os Estados Unidos, por exemplo, essas visitas em médicos e hospitais poderá te levar a falência rapidamente.

O que é preciso para melhor seguro viagem 

Antes de tudo, você tem que entende que uma grande parte dos seguros viagens atualmente possuem garantias com valores engessados, ou melhor padronizados. É 30 mil euros ou 10 mil dólares de cobertura.

ANÚNCIO

Aí, o que você tem que fazer, sendo a primeira coisa mais importante, é saber se esse tipo de seguro que você está cotando faz a cobertura para as grávidas. Pode parecer óbvio, mas acredite que nem todas as seguradoras incluem as gestantes nesses seguros.

E a explicação está para o fato de que os custos com esse tipo de passageira são mais altos. Eles citam ainda o fato da chance do trabalho de parto, do risco do aborto e até mesmo de complicações advindas da gestação. Por isso, acabam não incluindo as grávidas.

Por isso é que é importante buscar um seguro viagem para grávidas. E saiba que dá para pensar, inclusive, em como escolher o melhor seguro viagem para gestante.

E o mais legal é buscar um que atenda à todas as situações que podem acontecer durante a viagem. O que quer dizer que é bem provável que você tenha que ter um seguro com coberturas de valores maiores.

Isso também tem a sua explicação: em caso de parto prematuro, onde o bebê tenha que ficar alguns dias no hospital, o custo do parto emergencial em um hospital americano vai custar mais de 50 mil dólares.

Os cuidados ao escolher o seguro para gestante

Agora, vamos considerar alguns cuidados que é preciso ter na hora de escolher as coberturas, apólices e os benefícios do seguro, de forma geral. Para isso, você deve considerar, antes de tudo, o seu período da gestação.

Isso porque o seguro viagem vale por um tempo determinado. E se você não conseguir comprovar que está no mês que falou que estava, a seguradora pode até recusar a te fazer o pagamento dos gastos que você teve.

O que você precisa saber também é que é muito raro encontrar empresas que oferecem seguros para grávidas até a 40ª semana. Isso porque nessa época, as viagens internacionais e em voos não são mais recomendadas pelos médicos. Apenas em casos extremos.

Existem alguns limites para os tipos de seguros de viagem também. O Assist Card, por exemplo, dá a cobertura para gestantes até a 28ª semana. Já o GTA, a April Coris, a Intermac e a Assist Trip até 32 semanas. E a Trave Ace é a que permite prazo maior, até 34 semanas.

E tem outro cuidado que você precisa ter quando for escolher o melhor seguro viagem para gestante: a sua idade. A grande maioria das seguradoras só fazem a coberturas para as futuras mamães que tenham até 40 anos de idade.

Por último, temos o cuidado para o seguro viagem que vem do cartão de crédito. Praticamente nenhum deles fazem coberturas para gestantes.

Leia Também – Será que gestantes podem viajar com a Latam?

Qual é o valor do seguro para gestante

O último tópico que vamos trazer nesse conteúdo e que tem tudo a ver com você que está em busca daquele que pode ser o seu melhor seguro viagem tem a ver com o custo dele. E se há uma boa notícia nisso tudo é que esse seguro não tem um preço muito mais elevado do que os seguros comuns.

O que muda é que além de ser um seguro comum, com coberturas já conhecidas, ele também a assistência médica para gestantes. Por isso, vai ser um pouco mais caro, mas pouco. E também lembrando que isso pode ter influência na data gestacional e na época da viagem.

E para você que quer ter uma ideia de valores, a gente encontrou uma cotação online feita no site do Turista Profissional. Ele cita 4 seguradoras que fazem esse tipo de cobertura e está disponível aqui no Brasil.

O que vai mudar entre uma e outra é o valor da despesa médica hospitalar, o valor para doenças preexistentes e para a prática de esportes. Além da idade da gestante e do período gestacional.

Na GTA, por exemplo, a regra é que a futura mamãe esteja com até 32 semanas e tenha até 40 anos de idade. Aí, o custo de despesas médicas totais que é coberto é de 55 mil euros. E o valor desse seguro viagem é de R$ 123,69.

Já no caso Assist Card, é preciso estar com até 28 semanas de gestação e o valor coberto é de 35 mil euros. O custo dele é de R$ 111,91. Agora, saiba que em muitas plataformas digitais dá para cotar online o seu seguro viagem e conseguir alguns descontos também.

ANÚNCIO