Descubra o Melhor Roteiro de Viagem para o Chile

98

Está pensando em fazer uma viagem inesquecível? A gente tem uma dica que vai proporcionar isso. O Chile é um dos roteiros mais procurados do mundo e nós vamos te mostrar o porquê.

Mas, o que você precisa fazer para tornar a sua viagem incrível? Seguir um bom roteiro pode ser uma das respostas para essa pergunta, mesmo porque há muita coisa legal para se fazer no Chile. Confira!

O primeiro motivo tem nome: Deserto do Atacama.

Ele fica na região Norte do Chile e é o mais seco e o mais alto do mundo. Ele enche os olhos dos visitantes com paisagens maravilhosas.

As dunas mudam de cor, do bege de areia para o vermelho. Também possui água entre os vulcões, o que garante mais ainda tirar o fôlego de quem passa pelo país.

As famosas Lagunas de São Pedro do Atacama (se você não se lembra, o Deserto do Atacama fica em uma cidade que se chama São Pedro do Atacama) permitem que a gente flutue.

Ou seja, não é só no espaço que você vai gravitar não. Os turistas não afundam e conseguem desfrutar de um banho gravitatório nos lagos do local.

É que tem tanto sal, mas tanto sal que esse acaba sendo um efeito disso. Algumas até são impróprias para banho.

A mais tradicional, que dá para garantir uma boa “boiada” é a Laguna de Piedra, muito azul esverdeada.

Ainda falando do Atacama, em alguns lugares onde já teve mar encontram-se hoje cachoeiras de águas termais, gêiseres e os lagos de sal que já falamos para você.

Os gêiseres dão a sensação da terra estar viva. Eles jogam água quente e vapor para o ar. Um dos mais famosos é o Geysers del Tatio.

Também podemos chamar de fenômeno a neve que ocorre bem pertinho do Atacama. Já viu neve em deserto? Pois é.

Antes de chegar ao ponto principal do deserto logo de cara já dá para ver neve. A neve aparece e na sequência vem a secura.

No Deserto do Atacama também é possível ver animais exóticos.

São flamingos, lhamas e muitos outros bichinhos que fazem parte do hábitat. Eles ficam perto de águas e chamam muito a atenção de quem passa por ali.

Outro motivo: a capital do Chile.

Ela é bem grande e tem muito para ser explorada. Santiago é uma sugestão de passeio até para quem não vai ficar muitos dias no país.

As montanhas da Cordilheira dos Andes cercam a cidade inteira e de vários pontos você consegue ver os picos de neve.

A capital oferece até alguns lugares como mirantes e prédios altos para fazer esse tipo de observação. Se você quiser chegar mais perto ainda da Cordilheira, é só optar por passeios bate-volta, disponíveis para contratação.

Se você é do mar, a sugestão é ir para cidades banhadas pelo Oceano Pacífico.

Valparaíso e Viña del Mar. Valparaíso é um dos municípios mais antigos do Chile, praticamente um museu.

As estações de ski também estão por perto. Não para por aí.

O Chile é um país com inúmeras atrações para você aproveitas as suas férias.

Uma dica importante: para você rodar por ele inteiro, alugue um carro.

Isso permite mais mobilidade para curtir todos os pontos turísticos da região e ir de uma cidade para outra.

Caso você não queira alugar um carro, agências de turismo locais ajudam na escolha e no deslocamento para os passeios.

Afinal, ficar sem se estressar com problemas é o principal!

Os brasileiros não precisam trocar os pesos chilenos no Brasil.

Na chegada, logo no aeroporto, é bem tranquilo fazer a troca da moeda real por peso. Existem algumas taxas, nada convidativas, mas que podem ser melhores do que já levar dinheiro trocado.

Dólares também são sempre bem-vindos.

Lembrando que o Chile não é um pais de baixo custo de vida. Você vai gastar um pouco mais com alimentação, então, vá preparado ou opte por lanches e snacks para não fugir muito do orçamento financeiro previsto.