Descubra 7 livros que nos fazem viajar – sem que tenhamos que sair de casa

Antes mesmo de fazermos um roteiro para conhecer alguns ou vários pontos turísticos de um ou de vários lugares, a gente precisa de inspiração, não é mesmo? Sendo assim, temos aqui 7 livros que nos fazem viajar mesmo sem sair de casa e podem ser inspiradores.

Logo, você vai conhecer uma Berlim bem diferente daquela que você tanto ouviu falar. Tem até mesmo os contos que deram início a Teoria da Evolução ou aquelas histórias com finais nada felizes. Está preparado para embarcar nessa?

1 – Viagem de um naturalista ao redor do mundo

O livro é um dos mais famosos do mundo e foi escrito por ninguém menos do Charles Darwin. Atualmente, tem uma versão disponível pela editora L&PM. Apenas no Brasil, ele narra histórias sobre Fernando de Noronha, Bahia e Rio de Janeiro.

Mas, ainda há contos sobre Cabo Verde, Canárias, Patagônia, Cordilheira dos Andes, Galápagos, Polinésia Francesa e até mesmo sobre a Nova Zelândia. Ele está disponível em 2 volumes, sendo que é um relato de um jovem cientista que deu a volta ao mundo.

Isso aconteceu há mais de 200 anos, através de um barco de velas e foi importante para a criação da Teoria da Evolução. O livro está em formato de diário e tem linguagem acessível. Cita animais como o peixe-balão, o ornitorrinco e a avestruz da Patagônia.

ANÚNCIO

2 – Poemas dos becos de Goiás

Entre as obras nacionais não podemos deixar de falar desse clássico que é da Cora Colina, uma das poetas mais consagradas que temos aqui. Como o título sugere, você fará uma viagem direta para a Cidade de Goiás, chamada de Goiás Velho.

Sem dúvidas, é um dos livros que nos fazem viajar sem precisar sair da cama, sabe? Na obra, a autora faz uma homenagem aos becos da cidade, que é um destino histórico e fica bem perto de Goiânia (140 quilômetros).

O lugar é cheio de vias estreitas, pedras, escolas, etc. Anna Lins dos Guimarães Peixoto, chamada de Cora Coralina, conta como passou uma boa parte da sua infância, entre as paisagens tristes, ausentes e sujas.

3 – Persepólis

Marjane Satrapi publicou, através da Cia das Letras, o Persepólis, que narra histórias sobre o Irã e a Áustria. Na verdade, é uma autobiografia em quadrinhos, que vai desde os tempos de liberdade até mesmo a Revolução Islâmica.

Com muito bom humor, a autora dividiu sua vida em capítulos, que abordam as várias etapas da sua vida. Em 1980, por exemplo, o uso de véu passou a ser obrigatório no país e ela relembra muito bem isso.

Já na Áustria, fez amizades, teve amores e passou vários finais de semana “chapada”, como ela mesmo diz. Então, ficou interessado para saber mais? É um livro e tanto!

4 – Homem-Pássaro

O próximo dos livros que nos fazem viajar é outro que cita cidades brasileiras, como Rio de Janeiro e a Chapada Diamantina. Caco Galhardo criou os personagens Os Pescoçudos e Lili. Assim sendo, é um romance para contar a história de João Neto.

Para se ter uma ideia de como tudo acontece, saiba que João se muda para o Rio de Janeiro quando o seu pai morre. Então, se apaixona por uma rainha de bateria, que o rejeita. É um conto intrigante e muito bem pensado.

Para quem não sabe, Galhardo foi cartunista da Folha de S. Paulo e adaptou a história para os quadrinhos depois que ela foi engavetada por um bom tempo.

5 – Expedição Oriente

A próxima indicação é um clássico da Heloísa Schurman, que publicou pela Editora Record. Nas páginas dessa obra você passará por países como Uruguai, Argentina, Chile e vai navegando até Austrália, Japão, China, etc.

Ela contou a sua história que começou em um veleiro Kat, em uma viagem do Brasil para a China. Logo, o roteiro é bem ousado e foi inspirado nas viagens de Zheng He, que é um explorador da Dinastia Ming.

O relato contado narra um “passeio” de 812 dias e passagens por 29 países. Porém, além das paisagens também dá para ver e curtir as dificuldades, desafios, sustos e até mesmo os bastidores dessa viagem incrível.

Conheça 7 aplicativos para fazer intercâmbio sem sair de casa

6 – A incrível viagem de Shackleton

De Alfred Lansing, temos outro clássico entre os livros que nos fazem viajar apenas com a leitura. A incrível viagem de Shackleton tem trechos que passam pela Antártica, Ilhas Sandwich do Sul, Geórgia do Sul e Ilhas Shetland do Sul.

O livro tem 300 páginas e conta a história de Ernest Shackleton, que teve sérios problemas ao tentar cruzar a Antártica a pé. A bordo de um barco, ele iniciou a travessia em 1914, mas com as mudanças climatológicas e o mar congelado ele não realizou a proeza.

Os trechos narrados falam muito de uma rotina desesperadora de 27 homens que ficou por 2 anos aguardando o resgate. Assim, eles vagavam de ilha em ilha até conseguirem socorro na Geórgia do Sul.

7 – O verde violentou o muro

Para fechar, mais uma obra de um brasileiro, Ignácio Loyola de Brandão, que publicou pela Global Editora. Basicamente, o leitor passará por Berlim, na Alemanha. O livro é uma espécie de diário que narra a temporada do próprio autor na capital alemão entre 1982 e 1983.

O livro é usado até hoje como guia para quem vai passear na cidade e busca não apenas os endereços turísticos. Assim, Brandão conta de suas conversas com prostitutas, que cerveja gelada é coisa de brasileiro e traz ainda memória da sua infância, que aconteceram em Araraquara (SP).

ANÚNCIO