Saiba quais são as 6 opções de investimentos de baixo e médio risco para viajar

Os últimos meses não foram fáceis para quem gosta de viajar. Do lado das finanças, muitas questões também tiveram que ser resolvidas. De qualquer modo, há quem soube aproveitar o tempo para estudar sobre os investimentos de baixo e médio risco para viajar.

E você, conseguiu descobrir quais são eles? Se não descobriu, tudo bem. Saiba que esse artigo tem esse foco e vamos te ajudar a encontrar as alternativas disponíveis no mercado. Até mesmo porque quando essa crise toda passar, com certeza, você vai querer viajar, não é?

Seja para pôr o pé na estrada ou para subir além das nuvens, você terá gastos. Logo, a melhor forma de fazer viagens, para dentro ou fora do país, é se planejando. E aqui entra a importância dos investimentos financeiros. Hoje, vamos falar dos de baixo e médio risco.

Quais os principais ativos de baixo e médio risco

Para que o nosso conteúdo fosse focado em uma corretora de investimentos que proporciona todas essas variáveis opções para os futuros viajantes, a gente escolheu a Easynvest, que permite aos investidores aplicar sem custos em alguns ativos.

Sendo assim, todas as informações sobre os papéis que vamos citar e até mesmo as melhores dicas para abrir conta em uma corretora de valores estão listadas no site, que é acessível para todas as pessoas e sem custos.

ANÚNCIO

1 – Tesouro Direto

A própria corretora diz que essa é a “porta de entrada no mundo dos investimentos”. Logo, é tem vários ativos e todos são altamente seguros, sendo protegidos pelo Governo Federal. As modalidades se dividem entre prefixadas e pós-fixadas.

Entre as principais características para quem pensa no Tesouro para planejar a viagem, a Easynvest cita que é o “investimento mais seguro do mercado” e “rende mais do que a caderneta da poupança”.

2 – CDB

Os Certificados de Depósitos Bancários também estão entre os ativos de menores riscos do mercado nacional porque tem a garantia do FGC – Fundo de Garantia de Créditos. Além do mais, permite diversos rendimentos e com variados prazos de resgate.

Entre os benefícios, temos: “investimento versátil para cada perfil” e “com cobertura do FGC”. As mesmas indicações valem para as Letras de Câmbio.

3 – LCI e LCA

A Letra de Crédito Imobiliária e a Letra de Crédito do Agronegócio também são opções conservadores e emitidas por bancos, como os CDBs, com garantia do FGC. O diferencial é que são isentas do imposto de renda.

Logo, faz parte dos investimentos de baixo e médio risco porque “é bom para quem está planejando o futuro” e “isentos de IR”.

4 – CRI e CRA

Saindo um pouco daqueles que tem pouquíssimo risco e indo para os de risco moderados, vamos começar por falar dos Certificados de Recebíveis do Agronegócio e dos Imóveis. No entanto, eles são bons apenas para o médio ou longo prazo, ok?

Além do mais, “são isentos de imposto de renda” e “tem maior rentabilidade em renda fixa”, como diz a corretora. Por outro lado, não possuem garantia nem do governo e nem do FGC.

5 – Debêntures

Da mesma forma que o ativo citado acima, esse daqui também é de médio risco porque não tem as garantias – do FGC e do governo. No entanto, é um investimento de renda fixa, onde a pessoa aplica em uma empresa.

E por que pode ser bom para você? Porque “tem melhores rentabilidades” e “alta liquidez”. Então, acaba sendo ótimo para quem quer fazer uma viagem e não sabe, exatamente, quando isso vai acontecer.

6 – Letra Financeira

Agora, para fechar a nossa lista de investimentos de baixo e médio risco, a Letra Financeira, que também é mais para médio do que baixo risco, viu. O motivo é que não tem as garantias citadas, apesar de ter as notas das empresas, o chamado rating.

Logo, tem “uma das melhores taxas da renda fixa” e “um ótimo jeito para diversificar a carteira de investimentos”.

O que é preciso investir na Easynvest

Se você quer saber como fazer para investir dinheiro para viagens na Easynvest ou em qualquer corretora de investimentos, considere que o processo é o mesmo. Assim sendo, você tem que fazer um cadastro inicial gratuito com os dados pessoais.

Depois, deve analisar as taxas de cada ativo antes de fazer a compra deles. Ao mesmo tempo, aconselha-se também fazer a análise do perfil financeiro, que é para saber se você tem aversão ao risco, se prefere ativos seguros e assim por diante.

Por último, saiba que quase todas as corretoras possuem aplicativos gratuitos para celulares, que podem ser baixados de graça pelo Google Play ou App Store.

E pelo banco? Saiba que pelo banco você também consegue investir dinheiro. No entanto, os bancos ficam restritos a produtos próprios. Já as corretoras possuem os produtos de bancos, além de outros, fazendo assim uma espécie de seleção entre todos do mercado.

Leia também

Recentemente, nós publicamos alguns artigos focados em finanças. Isso porque as pessoas estão usando o tempo livre para se prepararem para organizar as novas viagens. Então, se você quiser, pode continuar a leitura com esses outros conteúdos. Confira.

investimentos de baixo e médio risco

Como fazer para investir no Tesouro Selic – esse conteúdo foi para explicar uma das principais dúvidas das pessoas, que é sobre o Tesouro Direito, muito usado por viajantes.

Os principais erros dos investidores iniciantes – essa próxima matéria foi mais focada nos novos investidores, que costumam ter dúvidas frequentes e até receio de começar a aplicar dinheiro. Logo, é uma boa ideia para quem quer evitar erros simples.

ANÚNCIO