Gestantes podem viajar com a Latam?

Quem está esperando bebê costuma ter muitas dúvidas, principalmente para as mães de primeira viagem.

Uma das dúvidas é se a grávida pode viajar de avião, afinal de contas, existem muitos mitos que circundam esse momento, como a questão da pressurização e dos riscos para o bebê.

Confira abaixo as informações que tem a ver com essa dúvida, inclusive, são referências que foram divulgadas pela própria companhia aérea.

Toda grávida pode viajar de avião?

Sim, mas com algumas ressalvas.

ANÚNCIO

É preciso levar em consideração a saúde da gestante, a saúde do bebê e as orientações do médico.

Normalmente, os voos são permitidos para grávidas até 27 semanas ou 25 semanas, no caso de gestação de gêmeos.

E é claro que se não houver nenhuma complicação de saúde, como sangramentos, diabetes, pressão alta e outros tipos de doenças que comprometam a saúde do bebê e da gestante.

Alguns médicos não recomendam viagem de avião antes das 14 primeiras semanas de gestação, já que esse é o período com maior chance de aborto, sonolência e enjoos.

E como funciona na Latam?

As gestantes até a 28ª semana podem viajar sem apresentar atestado médico, desde que a gestação esteja transcorrendo sem problema algum e a gestante apresente um bom quadro de saúde.

Nas gestações entre a 28ª e a 36ª, a grávida precisa apresentar o atestado médico que a libere para a viagem. Esse documento pode ser entregue durante o check-in.

A partir da 36ª semana, a gestante precisa apresentar um atestado médico ou o formulário MEDIF, que é um documento padrão de informações médicas para viagens de avião.

Esse documento fica disponível no site da Latam.

Esse formulário precisa estar devidamente preenchido e entregue no balcão de atendimento junto da documentação para a viagem.

Atestado Médico

Outra recomendação da Latam é que o atestado médico seja emitido, com até 7 dias de antecedência e conte com as seguintes informações:

  • idade gestacional,
  • autorização do médico para que a gestante viaje,
  • parecer médico,
  • tempo máximo de voo permitido,
  • estimativa do nascimento do bebê e
  • as datas e horários de saída e chegada,
  • além da origem e destino da viagem.

Não é permitido o embarque de grávidas…

Quando a gestante já teve partos prematuros anteriores, quando sofre de pressão alta, quando tem diabetes gestacional, sangramentos, mulheres que já sofreram abortos e gestantes com doenças que exigem acompanhamento intensivo.

Além disso, em alguns modelos de aeronaves são proibidas para gestantes voarem, já que existem limitações importantes em relação ao tamanho do avião.

O recomendado é evitar em aeronaves muito pequenas que não contam com cabines pressurizadas.

A pressão do ar na cabine será mais baixa em determinadas altitudes, o que acaba aumentando batimentos cardíacos e altera a pressão arterial.

Destino que requeira mais atenção

Países com altitude superior a 2.836 metros, as regras mudam.

A gestante pode viajar sem restrições até completar 27 semanas de gestação.

A partir da 28ª semana até a 36ª semana, a gestante deve apresentar um atestado médico no balcão do aeroporto e solicitar a Certificação Médica autorizada pelos médicos da Latam.

Para a segurança da mamãe e do bebê, a partir da 36ª semana, a Latam não autoriza o embarque.

ANÚNCIO