Aprenda como ganhar dinheiro com fotografias de viagens

Se você viaja muito ou se tem esse sonho na sua bagagem é bem provável que já pensou em como dá para ganhar dinheiro viajando, não é mesmo? Uma das ideias vem das fotos. Agora, neste conteúdo, vamos falar sobre como ganhar dinheiro com fotografias de viagens.

Portanto, se você tira muitas fotos ou se viaja muito tem nas suas mãos os ingredientes exatos para ter essa renda extra. Resta saber o que é preciso considerar e onde vender as fotos, não é mesmo? E é sobre isso que vamos falar agora.

Nos próximos tópicos vamos focar em assuntos do tipo: o que não é legal de ter na foto e o que é recomendável fazer. Mas, para este momento saiba que existem algumas dicas básicas de fotografias que você deve conhecer para conseguir ganhar dinheiro com isso.

Por exemplo, leve em conta a profundidade da cena, as paisagens, o que está no segundo plano e o que ficou desfocado. Pense também em ângulos. Um monumento famoso pode ser conhecido, mas talvez não tenha sido visto, ainda, de algum ângulo diferente.

ANÚNCIO

E não se esqueça de pensar na autorização para o uso da imagem, né. Essa é uma estratégia que vai garantir que você possa vender a sua imagem e que ninguém use sem a sua permissão. Há modelos e termos disponíveis na internet que podem ser ótimas referencias para você.

O que não costuma ser legal

Antes de tudo, já vamos falar de uma coisa muito importante aqui. Saiba que apesar de ser um mercado muito flexível, nem todas as fotografias que você tirar vão ser aceitas, viu. Além do mais, há regras que precisam ser cumpridas.

Por exemplo, vai ser mais complicado você conseguir comercializar uma foto que contenha nudez. Isso porque você será barrado pelos filtros dos sites e também das próprias redes sociais. Então, a melhor dica é você evitar esse tipo de fotografia para vender.

Além do mais, se você está pensado em ganhar dinheiro com fotografias de viagens, saiba que as fotos que contam as logomarcas ou logotipos também causam problemas. Especialmente, os problemas jurídicos.

Por fim, o que não costuma ser legal em uma foto é o excesso de edição e uso de filtros. Essa ideia de fazer uma imagem artística pode cair por terra quando falamos em fotografias reais de lugares incríveis. E o mesmo vale para fotos que possuem muitas informações.

De qualquer modo, se você é bom de edição e quer dar apenas um efeito suave na imagem, tudo bem. Nenhum site costuma inibir essa edição. Para isso, opte por programas mais profissionais, como o Adobe Photoshop ou o Lightroom.

O que é recomendado

O recomendado, na hora de vender fotos, é pensar na descrição e nos detalhes da imagem. Por exemplo, na hora de oferecer o seu produto aos sites, saiba que é preciso fazer uma espécie de “marcação” própria para que a imagem seja encontrada.

Então, comece a pensar no uso de palavras chaves, por exemplo. Elas podem te ajudar demais na otimização do seu conteúdo e vai auxiliar os interessados a encontrar o seu produto online. Especialmente em sites como o Google.

Assim sendo, sempre leve em conta esse roteiro do que você pode colocar na sua foto: o assunto, a localização, o cenário, a hora do dia, a orientação. E se você editou a foto também deve inserir esse detalhe.

Mais uma coisa que é super recomendada tem a ver com o upload da imagem. O ideal é sempre fazer isso em alta resolução. Mesmo porque os bancos de imagens vão considerar apenas as imagens que estão nessa característica.

O que vai fazer você vender fotos

O que vai fazer você vender fotos, no fim das contas, é esse conjunto de fatores. Se você tem uma bela imagem em mãos e vai seguir o que é recomendado, aí o próximo passo é conseguir oferecer o produto aos microstocks, que são bancos de imagens.

É isso que vai permitir você ganhar dinheiro com fotografias de viagens. E o grande barato é saber que existem muitos bancos de imagens que compram as imagens. Mas, calma lá. Você tem que entender que cada um deles funciona de forma diferente.

Por exemplo, no começo eles não vão te pagar nada pela imagem. Mas, vão disponibilizar um espaço para você inserir os seus arquivos nas plataformas. Aí, quando alguém pede o direito da foto, uma parte do valor que é pago volta para você. É assim que tudo funciona.

Note, portanto, que você não tem a certeza de que vai lucrar com as suas imagens. E, por isso mesmo, seguir as dicas acima é tão importante. Além do mais, você pode criar mecanismos mais interessantes de divulgação, o que vai depender do seu tempo e dinheiro.

As taxas costumam variar entre os bancos de imagens. Mas, para você não ficar tão curioso, saiba que no Shutterstock, que é um dos mais conhecidos do mundo, você pode ganhar R$ 0,25 por imagem. E o valor pode chegar, com o tempo, a incríveis 80 dólares também.

Onde vender as fotos?

A gente já fez uma matéria completa citando os melhores lugares que você tem disponível hoje em dia para vender as suas fotos de viagens. Mas, para te adiantar o assunto, saiba que existem plataformas muito reconhecidas no mercado, como o Shutterstock.

Já outras páginas são mais focadas, mas costumam aceitar vários tipos de imagens, como é o caso do Fotolibra.com e do Sciencesource. Se você quer conhecer todas as plataformas e saber mais detalhes, como os valores pagos, leia a outra matéria que temos tudo explicado lá!

Veja onde vender as fotos da viagem – 7 bancos de imagens!

ANÚNCIO