Confira 5 dicas para encontrar uma hospedagem segura na próxima viagem

A pandemia ainda não acabou. Para muitos estudiosos, a vacina está longe de ser criada de forma segura. De qualquer modo, medidas de flexibilização estão sendo adicionadas em toda parte do mundo. Isso gera dúvidas nas pessoas, como na hora de encontrar uma hospedagem segura. Afinal, será que isso é mesmo possível? É sim e vamos ajudar você com isso.

Primeiramente, saiba que esse texto não tem o intuito de incentivar você a viajar. A gente sabe que cada pessoa tem o direito de tomar as próprias decisões. Porém, também sabemos que algumas viagens podem ser inevitáveis, seja por trabalho ou questões pessoais. Para todos os casos, essas dicas abaixo são válidas.

E tem mais: considere ainda que não estamos pensando aqui em uma hospedagem especifica. Logo, as recomendações abaixo valem para hotéis 5 estrelas ou hostels, assim como para quartos ou casas do Airbnb e também para pousadas hotéis-fazendas e tudo mais.

1 – Saiba quais são as regras do local

A primeira coisa é você considerar as regras do lugar. Isso vale para hotéis ou qualquer tipo de hospedagem, como o Airbnb. Então, dá para estudar as regras de cancelamento, de limpeza e até mesmo a política do lugar.

Por exemplo, o que será que a empresa fará se algum hospede for diagnosticado com a Covid-19 ou outra doença? Dá para ter uma ideia disso com base nas regras. A boa notícia é que alguns lugares oferecem alguns dias livres entre as hospedagens para a higiene total do lugar.

ANÚNCIO

2 – Descubra o número de hospedes

Essa próxima dica também é importante para encontrar uma hospedagem segura. Afinal, além de ir para o lugar, que deve ser totalmente higienizado e preparado, você tem que saber que quanto mais pessoas lá, então, maior será o risco da contaminação de doenças.

Assim, deve-se somar os funcionários além dos hospedes, também. Logo, a gente tem o fato de que os hotéis acabam sendo mais arriscados do que pousadas, por exemplo. Isso porque possuem maior movimentação de pessoas e torna mais difícil manter o distanciamento.

Ainda assim, há a alternativa de optar por serviços online, como do check-in ou saber sobre o limite máximo da ocupação dos elevadores.

3 – Veja sobre os horários de pico

Por exemplo, você encontra um bom lugar para se hospedar que respeita todas as regras da Vigilância Sanitária. Depois, descobre que o número de hospedes é bem menor do que a capacidade máxima. Isso é ótimo. Uma próxima dica é sobre observar os horários de pico.

Por exemplo, o café da manhã. Mesmo com as regras acima, se o lugar só dispor de 1 hora para o café da manhã, leve em conta que possivelmente haverá uma aglomeração, o que não é bacana. Por outro lado, tem empresas que aumentaram esse tempo de refeição.

Isso já se torna mais interessante porque assim dá para estudar um horário menos movimentado no refeitório ou restaurante.

4 – Busque sobre as medidas atuais

Obviamente, o que se espera é que esse lugar siga todas as recomendações atuais. Então, se você sabe que todos os funcionários e hospedes devem estar de máscaras, ótimo. Se sabe que tem álcool em gel espalhados pelo ambiente, melhor ainda.

E se tiver a questão do distanciamento social sendo cumprida, mais um ponto positivo. Logo, a gente tem aqui uma importância grande de medidas individuais, sendo que nem todo mundo pode cumprir. Mas, se o lugar é correto, ele pode evitar esse tipo de “incidente”.

Ah, sobre o álcool em gel, mesmo que tenha disponível, uma boa dica é levar o seu próprio.

5 – Pense na possibilidade de lugares abertos

É claro que esse último ponto é bastante pessoal também. No entanto, na hora de escolher uma hospedagem, uma boa ideia é pensar em opções que tenham espaços abertos, ao ar livre. Afinal, em um ambiente fechado a opção de aglomeração e transmissão é maior.

Sendo assim, talvez a ideia de pousadas e hotéis-fazenda valham a pena para esse momento da vida. Ao menos, se comparada com os quartos de hotéis ou do Airbnb. É como preferir viajar de carro particular do que de ônibus ou de avião – o risco de contágio é menor.

No entanto, saiba que isso não isenta as outras 4 medidas que recomendados acima, tudo bem? Desse modo, tomando todas as medidas cabíveis, você poderá realizar uma viagem mais segura, mesmo durante a pandemia.

Bônus – leve em conta o seu estado de saúde

E nós vamos terminar essa matéria sobre como encontrar uma hospedagem segura falando também da importância de saber o seu estado de saúde. Logo, considere que a sua saúde pessoal importa e muito nessa decisão de viajar.

encontrar uma hospedagem segura

Isso pode levar em conta, por exemplo, os riscos que você possui. Assim, se estiver no grupo de risco (ou nos grupos de riscos), considere que o ideal é sempre optar pelos lugares menos aglomerados. Ou, em muitos casos, adiar a viagem.

E jamais se esqueça que mesmo que você seja jovem ou tenha uma “saúde de ferro”, ao estar com o vírus você pode infectar outras pessoas que não tenha a mesma saúde que você.

Por último, saiba que nós fizemos algumas matérias citando esse mesmo assunto – “de viajar na pandemia”. Um dos mais interessantes fala sobre viajar no réveillon durante esse período. Nela, a gente fala das medidas de segurança, o que não fazer na viagem, o turismo do isolamento e até mesmo sobre algumas cidades alternativas. Leia e saiba mais.

ANÚNCIO