Saiba quais são os documentos obrigatórios de entrada de turistas na Itália

Viajar para a Itália é o sonho de muita gente. Para os casais apaixonados, Roma e outras cidades italianas é algo como a viagem dos sonhos. E esse sonho tem estado cada vez mais perto por conta das facilidades de viajar de um país para outro.

Todo brasileiro que tem o interesse em viajar para a Itália como turista não precisa ter, obrigatoriamente, um visto de entrada. A regra é que esse turismo não dure mais do que 90 dias.

Saiba quais são os documentos obrigatórios de entrada de turistas na Itália

Ainda assim é preciso estar com alguns documentos pessoais e da viagem em mãos. Nós fizemos uma listagem completa para que você tenha conhecimento sobre isso, acompanhe.

Passaporte

O brasileiro que vai à Itália como turismo deve ter um passaporte de viagem que tenha validade de, ao menos, 3 meses.

Com base nas informações do Itamaraty, a nova lei entrou em vigor em 2013. “Os passaportes dos viajantes deverão ter, no mínimo, 3 meses de validade”.

E o site do Governo ainda completa: “Antes de viajar, verifique a validade do seu documento de viagem para evitar problemas ao ingressar na Europa”.

Recursos Financeiros

O brasileiro também deve ter documentos que não são pessoais, mas financeiros.

Isso é para garantir o sustento do turista pelo tempo que vai ficar por lá. O Governo Italiano entende que isso é necessário para custear despesas médicas e hospitalares, principalmente.

E esse documento de comprovação deve ser apresentado em forma de dinheiro em espécie mesmo ou com os limites dos cartões de crédito (que devem ser internacionais).

O brasileiro também tem a opção de apresentar os títulos de serviços pré-pagos ou documentos de fonte de renda.

Quanto aos valores, eles variam conforme a quantidade de pessoas e o tempo da viagem. Na média, a quota diária por pessoa fica em 27 euros.

Hospedagem

Também é preciso comprovar a hospedagem na Itália, o que é chamado de alojamento idôneo.

Então, isso nada mais é do que apresentar a reserva do hotel ou lugar onde você vai ficar. Se for ficar na casa de um amigo, aí o documento pode ser uma carta convite assinada por um cidadão que seja italiano.

A carta convite também pode ser assinada por um estrangeiro que esteja legalmente na Itália.

E toda carta convite tem que estar com uma cópia de documento de identidade, que é o RG, de quem fez o convite.

Passagem Aérea

Na hora de entrar na Itália, o brasileiro precisa ter também um bilhete aéreo de retorno para o Brasil. Essa passagem aérea deve estar com prazo máximo de 90 dias, que é o tempo de permanência do turista por lá.

Cuidados

Um cuidado importante de se ter é que todos os documentos devem estar impressos. Isso porque ainda que seja possível a opção eletrônica, o que se sabe é que os agentes de imigração nem sempre atuam com boa vontade.

Aí, ficar dependentes dele pode ser um problema para o turista.

E os documentos devem estar em mãos, nunca nas bagagens despachadas. Isso tudo pode resultar até mesmo em um retorno do brasileiro ao seu país de origem, sem que a viagem seja concluída com sucesso.