3 formas de diminuir os efeitos do Jet Lag

Jet Lag não tem tradução exata aqui no Brasil. Quando tentamos fazer a tradução, acabamos chegando em algo como “descompensarão horária”. Mas, mesmo sem tradução para o português é bem fácil entender oque é o Jet Lag.

Ele é uma espécie de sintomas que as pessoas sentem quando se deslocam de um lugar para outro, onde existe a diferença de fusos horários. Para o Brasil, são considerados mais de 150 mil casos desses anualmente.

3 formas de diminuir os efeitos do Jet Lag

Abaixo você entende mais sobre o que é o Jet Lag e fica sabendo também sobre algumas dicas para evitar ter sérios problemas com o distúrbio em uma viagem com fusos diferentes.

O Jet Lag

Entre as principais características do Jet Lag temos: pode ser tratada pela própria pessoa, é diagnosticada pela própria pessoa também e não requer exames de laboratório ou de imagem.

A boa notícia é que quase sempre se resolve em alguns dias. No mais tardar, em semanas. Os tratamentos mais naturais nós vamos listar abaixo, com alguns cuidados. Em casos mais sérios, o ideal é procurar um médico.

Para os mais especialistas, a melhor definição para Jet Lag é: distúrbio temporário no sono. A explicação é que isso acontece quando o nosso relógio biológico sai de sincronia com os sinais do novo fuso horário.

E isso tem a ver com a luz do local, horas de sono e até mesmo com os horários das refeições.

Entre os principais sintomas estão: fadiga, dificuldade de concentração, diarreia ou indigestão, insônia ou sonolência, mal-estar e também pode ser comum a dor de cabeça e a irritabilidade.

3 maneiras de tratar o Jet Lag

Existem algumas recomendações que podem ser seguidas a fim de diminuir o estresse causado pelo Jet Lag e até mesmo auxiliar no tratamento mais eficaz do distúrbio. Selecionamos os 3 principais, confira.

1 – Evite Dormir de Dia

Independente da hora que você chegue ao seu destino, o mais aconselhável é evitar dormir de dia. Afinal, estamos falando de um distúrbio do sono, por isso, manter o hábito de dormir às noites é uma boa ideia.

A dica é que você consiga conciliar a sua chegada, os passeios e a noite de sono, que deve permanecer a mesma: entre 6 e 8 horas, a se considerar ainda as possíveis mudanças devido à viagem.

2 – Durma Bem à Noite

Se por um lado é ruim dormir de dia, de outro é ótimo dormir de noite. E pode parecer bobagem, mas tem formas inteligentes de conseguir isso.

Por exemplo, evite jogos de computador, TV ou celular. Evite luzes acessas e sons altos também. Além disso, opte pelos banhos quentes, que ajudam a relaxar. Isso tudo favorece a noite de sono.

3 – Cuide da Alimentação

Se a gente sabe que é melhor dormir de noite do que de dia, mesmo que você tenha sofrido com o fuso, considere as formas de auxiliar nisso.

Evite café antes de dormir, por exemplo. Evite comer alimentos pesados nessa hora também. Por outro lado, durante o dia todo, opte pelos alimentos mais saudáveis.

Uma boa ideia é evitar experimentar, ao menos nos primeiros dias, os alimentos diferentes que tem no lugar que você está – e que você não tem costuma de comer. Isso ajuda a evitar a diarreia, que pode ser um problema durante a noite.