Descubra 5 dicas de culinária do Belém do Pará para conhecer

O clima em Belém do Pará é úmido porque a região fica próxima à linha do equador. Por outro lado, a cidade é influência pela Floresta Amazônica, ao passo que chuvas são frequentes. Agora, o que isso tudo tem a ver com a culinária do Belém do Pará?

O fato é que além de levar roupas de banho na mala, quem vai passar por lá tem que considerar que as temperaturas podem ultrapassar, facilmente, os 35º C. Portanto, além de protetor solar e bonés, que tal uma cachaça de jambu ou um sorvete de cupuaçu? Saiba mais sobre os pratos típicos da região.

Descubra 5 dicas de culinária do Belém do Pará para conhecer
Pato no Tucupi

E leve em conta que, como vamos falar no fim do conteúdo, Belém é influenciada pela cultura indígena e africana. Assim, os pratos são bastante exóticos para outras partes do Brasil. Aliás, até mesmo os nomes deles podem causar certa curiosidade nos turistas.

1 – MANIÇOBA

A culinária do Belém do Pará é algo incrível mesmo. E a gente não pode começar diferente, sem falar do Maniçoba. É um alimento muito versátil e típico. Ele não é feito com Tucupi, só que usa a mandioca como base.

Ele tem sua origem do povo africano, que chegou ao Brasil durante o período de escravidão. Portanto, considere ser uma receita não apenas históricas, como também muito forte na culinária local e muito apreciada por turistas.

De modo geral, nada mais é do que um ensopado de folhas de mandioca que são moídas no pilão. Depois, elas são refogadas com carne de porco ou de boi. E, aí, para fechar, dá para acompanhar com arroz, pimenta e farinha de mandioca.

2 – TACACÁ

Outro nome que nem todo mundo está acostumado a falar, mas que representa um dos pratos mais tópicos de Belém. Ele é feito a partir do caldo de tucupi. E já citamos o tucupi antes, mas se você não sabe o que é, saiba que é um suco que sai da raiz da mandioca quando descascada, ralada e espremida.

Assim, o tacacá é uma culinária de Belém que é típica também da região amazônica. Na receita ainda são acrescentados camarão, folhas de jambu e a goma da tapioca.

Para o preparo, a goma vai sobre o caldo de tucupi, que deve estar temperado. Aí, formará um mingau grosso, como uma sopa. Depois são inseridos outros ingredientes. O prato é muito temperado, forte e com um sabor inconfundível.

3 – PATO NO TUCUPI

Agora que você sabe o que é o tucupi vai ficar mais fácil entender esse outro prato típico de Belém do Pará. O tucupi, aliás, é muito usado na região toda, inclusive, vai na maioria das receitas, como no preparo do pato.

O caldo é temperado e fervido junto com a carne, que deve estar assada. Aí, em formas mais tradicionais do prato, as pessoas adicionam as folhas de jambu cozidas em água e sal.

4 – CACHAÇA DE JAMBU

Descubra 5 dicas de culinária do Belém do Pará para conhecer

Jambu também está na lista de alimentos mais usados na culinária do Belém do Pará. Inclusive, dá para fazer a cachaça a partir dela. A bebida é, atualmente, uma iguaria paraense que é degustada por quase todos os turistas que passam por lá.

Agora, calma! Saiba que a planta, a Jambu, dá um efeito de dormência nos lábios. Por isso, nunca é demais considerar o consumo moderado da bebida. Aí, se você gostar mesmo, dá até para levar umas garrafas para casa, né.

5 – SORVETES

Para terminar a lista de pratos ou de comidas locais, a gente tem que falar dos sorvetes de lá. Isso porque em Belém dá para encontrar sorvetes feitos de frutas locais, como o cupuaçu, a graviola, o açaí e o bacuri. E também se usa a tapioca e as castanhas do Pará.

Na hora de experimentar os sorvetes, uma boa ideia é buscar pelos vários estabelecimentos que existem em cada canto da cidade. Inclusive, nas estações das docas. Um lugar que é muito bem comentado por lá é a Sorveteria Cairu, que tem mais de 5 décadas de tradição.

Aliás, sobre o Açaí, saiba que lá em Belém do Pará tem a Feira do Açaí. É uma atração destinada, exclusivamente, aos turistas. Assim, acontece o carregamento do fruto, que chega pelo rio. E daí dá para entender a importância do alimento para a economia da cidade.

Passagem Aérea da Azul para Belém – como comprar na promoção

CURIOSIDADE – Sobre a história de Belém

Uma curiosidade sobre Belém do Pará é que as origens contam que o local é todo vindo da cultura indígena. Mais tarde, sofreu influência dos africanos. E, por isso, na culinária de Belém do Pará estão tantos pratos diferentes e exóticos.

Mas, saiba que isso não tem a ver apenas com as comidas, alimentos, bebidas. A história, a arquitetura e toda cultura local tem um pouco desses povos.

A cidade foi fundada em 1616 e tinha o único objetivo de povoar o interior do Brasil. Isso tem um objetivo além, que era o de impedir a invasão de outros povos europeus da época, como os holandeses, os ingleses e os franceses.

Belém, portanto, era como uma barreira que existia perto da Amazônia.

Aí que a partir do Ciclo da Borracha, tudo acontece de forma muito mais rápida. A região toda se enriqueceu com esse material que das seringueiras, ainda mais para a extração do látex. O porto, por exemplo, se tornou ponto escoador do produto.

E a partir de então Belém se tornou um dos pontos turísticos mais buscados no país.