Saiba como conhecer Provence, na França, sem sair de casa

No Sul da França tem uma cidade incrível que sempre está na lista dos destinos mais procurados pelos turistas. O que pouca gente sabe é que dá para conhecer Provence sem precisar sair de casa. Afinal, em tempos de isolamento social, essa pode ser uma boa ideia.

Para começo de conversa, saiba que o lugar é rico em águas azuis, que ficam bem no Mediterrâneo. E tem ainda o atrativo de permitir passeios nos picos dos Alpes. Então, é uma geografia para lá de interessante, com paisagens bucólicas, refeições sagradas e feiras de rua.

Provence (ou Provença, como também é conhecida) é aquele tipo de lugar que tem campos de lavanda, mares de girassóis, vinhedos gigantescos e vilas medievais com castelos. Parece um lugar de filme, né? Mas, ele existe e você vai conhecer mais dele nesse conteúdo.

E para que o nosso texto fique bem leve e interessante, a gente separou tudo por tópicos. Sendo assim, você vai se sentir na França desde o estilo de vida. Mas, também vamos falar dos das bebidas, além dos patrimônios.

O estilo de vida dos moradores locais

Na internet tem muitas histórias de gente que largou a vida que tinha em uma cidade grande para viver nesse lugar tão incrível e natural. Você pode procurar a @annstreetstudio, por exemplo, que fez a troca de manhattan pelos campos provençais.

ANÚNCIO

Tem ainda imagens da @curiousprovence, que é uma fotógrafa do Canadá, que pousou na cidadezinha francesa para retratar as suas mais belas imagens. Mas, o fato é que Provence tem um ritmo totalmente desacelerado – é o oposto de grandes capitais urbanas.

Sendo assim, é possível fazer viagens de carro entre as vilas, visitar os museus e degustar vinhos. Atualmente, a cidade tem uma primavera das mais encantadoras do mundo, com flores coloridas e cerejeiras.

Ouro azul?

Aqui já podemos trazer uma curiosidade. A lavanda real só cresce em Provence. Sendo assim, o lugar é chamado de ouro azul, sendo que geralmente as altitudes ficam acima dos 800 metros.

E tem os queijos também. Tanto é que a cidade tem o selo AOC (Appellation d’Origine Controlée). Se você não isso é algo como a consideração por terem os melhores queijos e vinhos de toda a França.

A cultura de grandes mestres, como Van Gogh e Picasso

Vicent Van Gogh é um holandês, que trocou a sua terra natal para passar boa parte da vida em Arles. Foi lá que ele pintou cerca de 300 quadros. E entre essas obras de arte estão as paisagens provençais.

Além dele, Paul Cézanne também tem um certo amor por essa região francesa. Ele nasceu em Aix-em-Provence e voltou para o mesmo lugar após ter passado uma parte da vida em Paris, a capital do país. Inclusive, é de lá que saíram os seus melhores quadros.

Tem até um vídeo do Youtube que mostra uma parte desse acervo:

E sobre Paris, a gente tem um conteúdo aqui bem legal, que fala sobre onde você pode comprar ingressos online para ir em eventos parisiense. Você pode ler essa matéria quando quiser (Saiba onde comprar ingressos online para eventos em Paris, na França).

Outro nome de destaque é o espanhol Pablo Picasso. Ele esteve boa parte da vida aos pés da Montanha de Sainte-Victoire, na pequena Vauvenargues, entre 1959 e 1961. Inclusive, ele comprou o castelo da vida para se refugiar do assédio que sofria na cidade vizinha.

Os vinhos e os patrimônios da humanidade

O pastis é conhecido por ser a bebida prevençal de maior excelência no mundo todo. Para quem não sabe do que estamos falando, considere ser um licor com 45% de álcool à base de anis – é tomado até hoje da mesma forma que sempre foi: como aperitivo.

A receita ainda acrescenta gelos. Além disso, tem o vinho rosé, que é bem famoso por lá e é de lá que sai ¾ de todo vinho da região. As uvas são a Grenache, Mourvedre e Syrah.

Ainda do lado da gastronomia, saiba que alguns ingredientes e alimentos são típicos da região, como o azeite, os calissons, o Aioli.

Para quem quer conhecer Provence no futuro, de forma física e presencial, uma boa ideia é passar pelos patrimônios da humanidade. Os principais deles são: Teatro Romano e Arco do Triunfo de Orange. Mas, também temos o Arles, a Pont du Gard, o Avigon e a Abadia de Saint-Gilles, além do Cave Chauvet e do Cité Radiuse.

Também tem um vídeo que mostra esses atrativos em Provence.

conhecer Provence

Bônus – livros e filme para conhecer Provence

Peter Mayle é um escritor que dedicou boa parte da sua vida a contar um pouco da história e da cidade de Provence. Tanto é que ele lançou a trilogia de livros, com os títulos: “Um ano na Provence”, “Encore Provence” e “Toujours Provence”.

Tem ainda outra obra, que é de Elizabeth Bard, uma jornalista de Nova Iorque, que casou com um francês e se mudou para a vila de Céreste. Lá ela abriu uma sorveteria artesanal. Assim sendo, ela conta na sua obra muitas coisas, inclusive, sobre receitas locais.

Já o filme que vai te permitir conhecer Provence se chama “Um Bom Ano”, ele é de Peter Mayle também, sendo que a história foi adaptada das suas obras para a tela. Assim, Ridley Scott foi o responsável por essa transformação. Inclusive, eles eram vizinhos em Provence.

Para quem ainda não assistiu, trouxemos o trailer, sendo que o filme é de 2006. Aliás, ele conta a história romântica protagonizada por Russell Crowe e Marion Cotillard. Nas cenas dá para ver várias paisagens locais.

ANÚNCIO