Companhias aéreas podem vender mais passagens do o número de assentos?

87

Você já ouviu falar de acontecimentos ou sobre o fato de que a maior parte das companhias aéreas vende um número maior de passagens aéreas do que o número de assentos? Isso pode resultar no fato de que alguém não vai viajar…

Por mais incrível que pareça, isso é verdade mesmo e a tática usada por muitas companhias aéreas é chamada de overbooking. A ideia é nunca sair perdendo caso alguém cancele a viagem na última hora ou simplesmente não embarque no avião.

Descubra mais sobre essa prática e saiba o que fazer caso isso aconteça… Por que vai que você tenha que deixar a viagem de lado por conta desse número maior de passagens vendidas, né…

A prática do overbooking

A prática é para explicar o fato de que se as companhias vendessem apenas o número exato de assentos disponíveis, em todas as “viagens”, o avião poderia decolar com um grande número de assentos vazios.

Então, para evitar essas perdas (e aumentar os lucros), as companhias colocam a disposição mais passagens do que o número de assentos. Só que a quantidade tem um limite, que é definida conforme os dados estatísticos da companhia.

Isso quer dizer que o número de passagens vendidas podem variar conforme a origem ou o destino, o dia da semana ou o horário do voo e até mesmo na época do ano.

Apenas para que você tenha uma ideia do que estamos falando, saiba que um avião com capacidade para 180 passageiros, que tem uma média de desistência de 10%, poderia ter 18 assentos vazios. Então, a companhia vende 198 passagens aéreas.

E se der ruim?

E se o número de passageiros presentes for maior do que o número de assentos? Deu ruim e agora? Bom, a companhia também leva em conta o fator de risco e isso quer dizer que, apesar de tudo, pode mesmo dar ruim.

Aí, vão acontecer vários fatores: danos à companhia e muitos transtornos aos passageiros. O resultado é que a companhia terá que pagar, além de tudo, uma boa multa e a compensação do passageiro, como hotéis, alimentação, etc.

Hoje em dia, as companhias podem vender o número maior de passagens, mas ela pode se dar mal, por isso, elas costumam calcular muito bem esse risco. O cálculo leva em conta, por exemplo, a probabilidade de o pior acontecer.

Regras da Anac

A Anac instaurou novas regras, como o fato de que há um valor fixo de multas para casos de overbooking e a possibilidade de antecipar os problemas durante o check-in – quando ela pode optar por voluntários que aceitam alterar o voo em troca de recompensas.

Assim, a indenização acontece entre companhia e passageiro, mas quem não tem compromissos urgentes pode receber um bom desconto na passagem aérea, além de multas, estadias, entre outras coisas.

Portanto, todo mundo que for comprar a passagem aérea não deve se preocupar cm isso porque, apesar de ser um erro que pode acontecer, ele é raro e, ainda assim, existem alternativas para que o passageiro tenha seus direitos reservados.