Fundos como opção de renda mensal – aprenda como investir em FIIs na corretora

Você sabia que os fundos imobiliários, chamados de FIIs, são opções viáveis para os investidores que querem ter uma renda mensal? É verdade. Por isso, hoje vamos explicar como investir em FIIs na corretora. É um processo muito simples de se feito.

Já sobre a renda mensal desses fundos, ela pode ser paga através dos dividendos, sendo que cada fundo e cota tem o seu percentual. Agora, se você não entende nada sobre esse tipo de investimento, fique tranquilo porque vamos explicar mais sobre ele.

O mais importante agora, para início de conversa, é saber que em alguns cliques, pela tela do celular, dá para aplicar dinheiro (e não muito dinheiro) nos fundos. Assim, você compra cotas e mensalmente poderá receber parte dos lucros, dos aluguéis e dos rendimentos na conta.

Antes de tudo, entenda que são os FIIs

Para quem ainda não sabe o que é esse tipo de investimento em imóveis, a gente pode dizer que, basicamente, é uma opção de fundo que reúne imóveis de vários tipos. Tem os de shoppings, de hospitais, de residências, de logística, etc.

Assim, como todo fundo, o investidor compra cotas. O diferencial é que esses FIIs são negociados na bolsa de valores. Por isso, podem sofrer oscilações para baixo e para cima. Portanto, são da renda variável. Outra coisa é que eles pagam dividendos, quase sempre.

ANÚNCIO

Essa ideia dos dividendos é boa para quem quer receber uma renda mensal. Desse modo, se você quer aprender cada detalhe desses fundos, a gente comenda a leitura de dois artigos que fizemos nos últimos dias e fala exatamente disso.

Essa compreensão é importante para que você possa aprender como investir em FIIs na corretora. Então, anote: “Entenda o que são FIIs e saiba como ser aquelas pessoas que vivem viajando” e “Saiba quais são as vantagens de investir em fundos imobiliários para viajar mais”.

Como investir em FIIs na corretora

O passo a passo para investir nesses fundos pela corretora é bem simples. Porém, antes disso, vamos trazer aqui uma informação importante: uma boa parte das corretoras não cobram taxa de corretagem do cliente. Portanto, pesquisa isso na sua corretora antes de aplicar.

Já sobre as outras taxas, geralmente, elas são incidentes, assim como os impostos, que são cobrados sobre o rendimento na hora que o investidor decide por vender as cotas. Aliás, as vendas ocorrem da mesma forma que vamos explicar abaixo. Leia com atenção.

A conta

A primeira coisa para saber como investir em FIIs na corretora é justamente ter uma conta aberta. Provavelmente, você já tem. Se não, considere esse passo inicial. De modo geral, isso acontece com um cadastro de dados pessoais e a criação de senha.

Também como é comum, dá para confirmar a inscrição pelo e-mail e tudo é feito pelo app.

A Ted

A segunda dica é sobre fazer a transferência eletrônica para a corretora. Saiba que é preciso ter uma conta de mesmo nome (titularidade). Então, não dá para outra pessoa transferir para você, ok? Somente com o dinheiro na conta da corretora é que dá para investir em FIIs.

Quanto ao valor, isso vai depender muito do fundo que você vai comprar e da cotação do dia. Para se ter uma ideia disso, saiba que há valores baixos, que partem dos R$ 30 e tem aqueles mais altos que passam dos R$ 3 mil.

Os fundos

Aliás, a escolha dos fundos que serão comprados é importante. Isso porque eles são divididos entre categorias. E ainda tem os preços atuais, também tem a questão do valor do dividendo e o número de unidades que cada fundo possui. Tudo isso tem que ser estudado.

Outra coisa é que você deve digitar a sigla do fundo para comprar ele. Assim, não adianta digitar uma parte do nome ou algo assim. É preciso ter a sigla, que geralmente é feita com 4 letras maiúsculas e mais 2 números.

A aplicação

Então, para resumir o passo a passo de como investir em FIIs na corretora até aqui, nós tivemos: a abertura da conta, a Ted, a escolha dos fundos. Agora, vamos focar na aplicação. Após encontrar o seu fundo de interesse você pode investir nele.

Assim, a dica é que tem que comprar ao menos 1 cota dele. E isso tem que acontecer no horário de negociação dos pregões da B3, que é a bolsa de valores do Brasil. Esse horário é padrão e acontece de segunda à sexta, das 10 horas até as 17 horas.

A ordem

Após finalizar a compra, você vai ter uma ordem de compra. Então, terá que aguardar que algum investidor venda por aquele preço. Geralmente, isso é rápido. Se a ordem for executada, então, você acaba de comprar os fundos imobiliários pela corretora.

Como saber se os meus fundos estão indo bem?

Como curiosidade, a gente trouxe aqui essa questão sobre o acompanhamento dos fundos. Esse estudo pode ser feito pelo próprio app da corretora. E uma forma de mensurar os resultados é analisando índices.

como investir em FIIs na corretora

Por exemplo, estar acima do CDI é sempre bom porque ele acompanha a Selic, que é a taxa básica de juros da economia. Mas, quando se fala em bolsa de valores, outro índice importante é o Ibovespa, então, também é um bom comparativo.

Por fim, saiba que a ideia não é ficar comprando e vendendo no mesmo dia, ok? Assim, os FIIs costumam funcionar muito bem para o médio e longo prazo. Então, faça acompanhamentos periódicos e mensais para saber sobre os seus rendimentos e novos aportes.

ANÚNCIO