Planejando a viagem: “como faço para investir no Tesouro Selic”? Descubra

Na internet, quando o assunto é sobre o planejamento de viagens, o que a gente mais vê e lê tem a ver com investimentos financeiros. Por exemplo, uma dúvida comum é: “como faço para investir no Tesouro Selic”. Isso porque esse papel é ótimo para quem vai viajar.

Aliás, é aconselhável para quem vai viajar e não tem certeza da data de partida, como é o que tem acontecido nos dias de hoje, devido à pandemia e a crise econômica do mundo todo. Logo, o Tesouro Selic é um tipo de ativo com alta liquidez.

E ter um investimento com alta liquidez é uma boa ideia para quem não sabe exatamente que dia, mês ou ano vai precisar do dinheiro. Portanto, além das pessoas que vão viajar e não sabem quando, ele também é ótimo para quem está acumulando uma reserva de emergência.

Sobre o Tesouro Selic

Antes de dizer a resposta para “como faço para investir no Tesouro Selic”, considere conhecer do produto para ter certeza que ele é o ideal para você. Como é sugestivo, o ativo é garantido pelo Tesouro Nacional, que é do Governo Federal.

Isso dá uma boa segurança para o investidor. Além do mais, ele tem o custo da taxa de administração, que é cobrada pela B3, que faz a gestão dos ativos. E, de modo geral, nem bancos e nem corretoras fazem a cobrança de suas taxas, que são isentas.

ANÚNCIO

Mas, do lado dos impostos, há o de renda. E se você aplicar por menos do que 30 dias também tem o custo do IOF, que é outro tipo de imposto e segue uma tabela regressiva.

Ainda sobre esse ativo, atualmente, ele tem uma taxa de juros que paga a Selic e mais 0,0344% ao ano. O valor mínimo para investimento inicial é de R$ 106,38 e o vencimento atual dele está para março de 2025. No entanto, como segue a Selic, você não terá perda se resgatar antes.

Curiosamente, entre os ativos do Tesouro, é o único que segue a Selic. Já os prefixados possuem taxas combinadas no ato do contrato e depois tem os IPCA, que são para quem busca uma proteção contra a inflação – sendo que são mais longos.

Como faço para investir no Tesouro Selic

Então, vamos responder logo essa pergunta! A verdade é que investir no Tesouro é bem simples, mesmo que o ideal seja você fazer isso através de um banco ou corretora de valores. Até mesmo porque esse tipo de investimento é isento de taxas por parte dessas instituições.

Então, se pudermos sermos objetivos, vamos considerar que o passo inicial é simples: descubra se o seu banco permite esse tipo de investimento ou procure uma corretora de investimentos e abra uma conta nela. A partir disso, investir no Tesouro é bem simples.

No entanto, além da teoria, devemos considerar também outros pontos importantes para você fazer uma boa escolha. Sendo assim, criamos mais alguns subtópicos abaixo para você considerar antes mesmo de comprar o título do Tesouro. Confira!

Planejamento

A primeira dica é fazer um planejamento financeiro para saber e entender porque você vai investir em um ativo do Tesouro ou qualquer outro. Isso tem a ver com perguntas como: “por que vou investir”, “para qual objetivo”, “quanto por mês”, etc.

Obviamente, a sua resposta pode ser uma viagem. E, mais do que isso, pode até ser também que você não saiba para quando. Mas, é importante ter em mente quanto poderá juntar mensalmente ou qual será o valor acumulado previsto no fim.

Conta

A próxima dica é você saber se é melhor usar a sua conta do banco ou abrir em uma corretora de investimentos. Geralmente, a corretora traz mais vantagens, desde o custo menor até mesmo a opção de mais ativos no futuro, além do Tesouro.

Mas, mesmo que opte pela corretora, você terá que estudar as opções, afinal, hoje em dia, nós temos uma grande variedade de opções no Brasil.

Investimento

A última dica é sobre você considerar que além do Tesouro Selic há outras opções de ativos que também possuem liquidez diária e que, aliás, podem ser melhores, mais rentáveis. Por exemplo, os CDBs de bancos pequenos, que pagam mais de 100% CDI.

Agora, para você saber qual é a melhor opção para você, que pode ser o Tesouro Selic ou o CDB ou outro, considere fazer uma simulação online. O próprio site do Tesouro permite isso.

Bônus – faça sempre o acompanhamento dos ativos

Então, você sabe a resposta para “como faço para investir no Tesouro Selic” e também sabe como estudar se esse é o melhor ativo para você. No entanto, considere que o mercado (assim como a nossa) vida é uma linha inconstante.

Por isso mesmo, não se deve fazer uma aplicação única e deixar o dinheiro parado lá no Tesouro. A ideia é que você sempre faça o acompanhamento dos seus rendimentos e de outros ativos que estão disponíveis no mercado.

como faço para investir no Tesouro Selic

Ao mesmo tempo, também não parece ser interessante ficar trocando de ativos o tempo todo porque você pagaria muito do IOF e ainda perderia rentabilidade. Logo, a importância de estudar o assunto antes mesmo da primeira aplicação financeira que você vai fazer.

Recentemente, nós até publicamos uma matéria que fala sobre os principais erros dos investidores iniciantes. Entre eles, nós citamos o excesso de otimismo, o excesso de confiança e o excesso da procrastinação também. Relembre.

ANÚNCIO