Descubra quais são consideradas as 3 cidades mais caras do Brasil

Você pode estar pensando em viajar para uma cidade para vários fins. Inclusive, há quem faça esse estudo para levar em conta a possibilidade de morar nesses locais. Mas, você sabe quais são as cidades mais caras do Brasil? A gente tem uma lista oficial com as 3 principais.

Antes de tudo, considere que estamos falando de 3 capitais, obviamente. Mas, também trouxemos uma cidade do interior, que aparece logo na 4ª posição e surpreende muita gente. Esse estudo é bem interessante para você considerar em uma possível viagem futura.

Isso não vai dizer se você deve ir ou não para outra cidade, mas com certeza vai te ajudar a fazer as contas para saber se vai compensar para você. O estudo é muito comum em quem recebe ofertas de emprego para subir de cargo por exemplo.

Mas, também para quem quer viajar e passar uma temporada em outro lugar, como fazem, de forma muito constante, os nômades digitais.

1 – São Paulo (SP)

Night Time View of Sao Paulo City in Brazil.

No ranking das cidades mais caras da América Latina, São Paulo aparece na 8ª posição, através das Ilhas Cayman, Nassau, San Juan, Cidade do Panamá, São José, Montevidéu e Kingston. É a primeira das cidades mais caras do Brasil, tendo um índice de preços de 107.

ANÚNCIO

E quem a colocou nessa posição foi a Expatistan, que faz esse tipo de estudo em todo o mundo. Inclusive, a plataforma dá algumas dicas de preços em várias categorias diferentes, como alimentação, transporte e outras. Veja alguns exemplos.

Na área da alimentação, por exemplo, um menu básico de almoço sai por R$ 33 enquanto que o litro de leite custa R$ 3,44 e uma dúzia de ovos fica em R$ 8. Já o aluguel de um apartamento de 85 m² fica em mais de R$ 4,2 mil mensais.

Na categoria dos vestuários, temos uma calça jeans custando mais de R$ 220, um par de tênis no valor de R$ 321. Já no transporte, o litro da gasolina está em mais de R$ 4. Uma caixa de antibiótico custa R$ 51 e dois ingressos para o cinema sai por R$ 60.

2 – Rio de Janeiro (RJ)

Como não é de se estranhar, o Rio de Janeiro, que foi já foi até capital do país, também está na lista das cidades mais caras do Brasil. Inclusive, fica logo atrás de São Paulo no ranking geral que a plataforma divulga. É a 9ª cidade mais cara da América Latina.

Como em São Paulo, o menu básico para um almoço sai por R$ 33 e o litro do leite é um pouco mais barato, sendo de R$ 4,15. Já a dúzia de ovos é um pouco mais barata também, ficando na média dos R$ 8.

Quanto ao aluguel, um apartamento com a metragem de 85 m² fica em mais de R$ 4,3 mil, superando um pouco São Paulo. Uma calça jeans fica em R$ 240 e um par de tênis custa R$ 328. Já quanto ao transporte, o litro da gasolina é R$ 5.

O antibiótico tem custo de R$ 55 e o par de ingressos para ver um filme no cinema não sai por menos do que R$ 55.

3 – Brasília (DF)

Brasília, que é a atual capital do país, também tem o seu lugar de mérito entre as cidades mais caras do Brasil. Ela fica logo após o Rio de Janeiro no ranking geral, mas sendo intervalada por Santiago, do Chile. Assim, é a 11ª cidade mais cara do continente.

E o que faz Brasília ter destaque? O almoço é mais caro que Rio de Janeiro e São Paulo, ficando em R$ 35. O leite custa R$ 3,31 o litro e a dúzia de ovos é R$ 8. O aluguel de um apartamento de 85 m² é mais de R$ 3,4 mil superando facialmente as cidades do interior.

A calça jeans custa R$ 225, o par tênis é R$ 313, o litro da gasolina fica em R$ 4,20, o antibiótico tem um custo de R$ 54 para uma caixa e para ir no cinema, o custo é de R$ 56 para o valor de dois ingressos.

Bônus – Campinas (SP)

Aqui vale a pena citar que Campinas é a próxima cidade que aparece entre as cidades mais caras do Brasil. Inclusive, ela é a primeira que não é uma capital, considerando que Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília são capitais dos seus estados.

Por curiosidade, Campinas fica na 15ª posição geral do continente.

Veja quais são as 10 cidades mais caras da Europa

Sobre o Expatistan

Dessa forma, é importante que você saiba que os preços mencionados acima são baseados em estudos que são feitos de formas consistentes, afirma o Expatistan.

Ao passo que a atualização é feita de forma frequente. Aliás, essa plataforma é considerada  como um Índice Internacional de Custo de Vida. Sendo que possui números de mais de 228 países e mais de 2.300 cidades.

A ideia é que todo consumidor e viajante possa ter uma ideia geral do custo de vida em várias regiões do mundo. “As comparações permitem que você entenda melhor o custo de vida de qualquer cidade antes de se mudar para lá”.

Você pode ver os preços médios de vários produtos de várias cidades de forma online e gratuita, sem nem precisar fazer cadastros. Para acessar a página, basta procurar por Expatistan.com.

ANÚNCIO