Aprenda o que fazer se você perder a chave do carro na viagem

Você resolve passar um fim de semana com a família em um lugar relaxante para fugir do caos da cidade grande. Porém, para a sua surpresa, na hora de vir embora você não encontra a chave do carro. E agora, o que fazer se você perder a chave do carro na viagem? Dá para fazer uma cópia.

Só que onde será que essa cópia pode ser feita? Mais do que isso, será que tem como tomar outras providências? A família toda vai ter que ficar esperando o chaveiro? Existem algumas boas dicas para quem está nessa situação. Aliás, a gente conta tudo nas próximas linhas.

Inclusive, para início de conversa, saiba que mandar fazer uma cópia da chave do seu carro pode te custar até R$ 4 mil em casos mais extremos. Por isso, saber como proceder é bastante importante. Continue lendo para descobrir mais.

Os tipos de chaves de carros

Antes de tudo, vamos entender uma coisa importante: quais são os tipos de chaves de carro que existem atualmente no país. Na verdade, existem várias. Só que a gente vai falar aqui das 4 mais comuns.

Chave Comum

A chave de carro comum é aquela que se parece muito com as chaves que usamos para abrir portas de casa. O fato é que elas não possuem muita tecnologia e, portanto, são mais simples de serem copiadas. A combinação delas é feita na parte metálica.

ANÚNCIO

Assim sendo, se você não encontrar a chave do carro na viagem e ela for desse modelo, você não vai ter muitos problemas. Exceto o de encontrar um chaveiro disponível. Até mesmo porque qualquer chaveiro pode fazer uma cópia dela.

O lado ruim é que essa chave também está mais vulnerável aos furtos. Para quem tem esse tipo de chave e ficou preocupado, saiba que uma opção é trocar a chave por uma mais tecnológica, que é a codificada.

Chave Codificada

E já que falamos dela, vamos explicar. A chave codificada diminui, bastante, a chance de os ladrões furtarem o seu veículo. Inclusive, essa chave tem sido bastante usada nos últimos meses aqui no nosso país.

O que muda para a chave tradicional é o mecanismo. A codificada tem um código único, que é reconhecido apenas pelo seu veículo. Assim, você poderá ter as informações e código dela quando tirar o carro da concessionária ou quando o seu vendedor te passar os documentos.

Basicamente, é como se fosse uma identidade própria do carro. Aliás, isso torna bem mais complicado os furtos. Já que cada carro vai ter um código especifico.

A curiosidade é que esse tipo de codificação só é feito por meio de um chip transponder, que está dentro da chave do veículo. A notícia ruim é que a cópia da chave codificada, assim como a chave reserva, deve ser feita apenas nas concessionárias.

Perdeu a chave codificada na viagem?

Se você perder a chave do carro na viagem e ela for codificada, você poderá ter um sério problema se não tiver a chave reserva. Isso porque você vai precisar levar o cartão de informações com o código até a concessionária mais perto.

Aliás, é preciso que você se atente ao fato de que a fabricação de uma nova chave pode levar até 10 dias, o que vai depender da complexidade do modelo.

Chave Canivete

Por sua vez, a chave canivete está entre as mais conhecidas dos motoristas também. Ela é bem mais simples do que a codificada. Sendo que se caracteriza por ser parecida com os canivetes que ficam escondidos em uma caixa plástica. A ideia é essa mesmo.

O modelo costuma vir de fábrica para vários modelos de veículos. Ela também tem a vantagem de ser mais fácil de ser carregada no bolso. No entanto, esse modelo não é tão seguro como você imagina, apesar de poder ser. Já que isso vai depender da codificação dele.

Chave Presencial

Para terminar a lista de chaves de carro que vamos listar aqui, temos aquela que é presencial. Esse é um modelo bem interessante, apesar de ser muito novo no Brasil. Ela está presente apenas em carros considerados de luxo ou, no mínimo, de altos valores.

O modelo é totalmente focado na segurança e na comodidade de cada motorista. Assim sendo, ela nem exige que o motorista a conecte no tambor do carro. Se você tem a chave e está há 1 metro do seu veículo, as portas são destravadas.

Se você perdeu a chave do carro na viagem e ela é desse tipo, o ideal é ligar na concessionária também. Porque nem todo chaveiro ou empresa vai conseguir codifica-la, já que tudo funciona através da conexão wi-fi ou bluetooh.

Incluir a chave no seguro vale a pena?

Com o alto valor de uma chave como a codificada ou a presencial, as pessoas têm se perguntado sobre a possibilidade de incluir esse acessório no seguro do carro. Essa pode ser uma opção para você. Mas, não tem resposta certa. A saída é fazer a cotação.

De um modo geral, essa inclusão pode acabar sendo vantajosa se você considerar que poderá pagar mais de R$ 1 ou até R$ 4 mil em uma chave. Por outro lado, se você é alguém cuidadoso e acha que não vai perder a chave, pode ser que ache desvantajoso.

Portanto, fica claro que não há resposta certa sobre incluir a chave no seguro veicular e isso depende de cada pessoa.

ANÚNCIO