Como aprender sobre finanças em uma viagem? Confira 3 ótimos aprendizados

A gente não precisa ir atrás de grandes pesquisas internacionais para saber que as viagens proporcionam muitos aprendizados para todas as pessoas, né? Mesmo que esses estudos existam, de fato. Agora, sabia que dá para aprender sobre finanças em uma viagem? Verdade.

Nós fomos falar com pessoas que, literalmente, vivem viajando. E a maioria delas enumerou diversos benefícios das viagens. Inclusive, alguns são bem focados na parte financeira da nossa vida. Então, se você quer usar esses momentos de lazer para aprender, está no caminho certo.

Abaixo, nós trouxemos as 3 opiniões que são unânimes entre essas pessoas que fazem mochilões no mundo afora. Você se surpreender com o fato de que viajar é uma verdadeira lição de vida, ou melhor, uma verdadeira lição de matemática.

A viagem como escola de finanças

Em uma das respostas mais surpreendentes que nós tivemos, a pessoa afirmou que “as viagens foram uma ótima escola sobre finanças porque me ajudou a aprender a administrar o meu próprio dinheiro”.

Bom, sendo assim, e com essa ótima introdução, vamos direto ao ponto. Aqui temos as 3 maiores lições financeiras que uma viagem pode proporcionar a qualquer pessoal. Conheça-as.

ANÚNCIO

1 – Prioridades

A primeira coisa que se pode aprender sobre finanças em uma viagem é que você tem que ter prioridades na sua vida. De fato, na maioria das vezes, o trabalhador brasileiro não acha que uma viagem é prioridade. Isso porque vem na frente questões da educação e da saúde.

No entanto, em alguns casos menos comuns, outras pessoas notam que a viagem é uma forma de cuidar tanto da educação como da saúde, também. Assim, ela se torna um investimento e não, necessariamente, um gasto.

Mas, estamos falando de prioridades, né? Isso quer dizer que você tem que entender que terá que escolher entre ficar em um hotel 5 estrelas ou comer em um restaurante chique ou passar uns dias em um hostel e fazer compras no supermercado.

Para cada escolha que se faz em uma viagem, uma coisa é certa: você tem que ter prioridades porque são muitas as alternativas de respostas possíveis.

2 – Pesquisa

Outra questão financeira que é bem clara de ser vista em viagens e que a gente acaba usando para quase tudo na vida é sobre a pesquisa de preços. Isso começa lá atrás, desde quando vamos comprar uma passagem aérea.

Hoje em dia, a gente tem uma grande gama de opções de sites e aplicativos que fazem o “trabalho sujo” de pesquisar as passagens mais baratas. Por isso, dificilmente alguém vai no guichê da empresa de aviação comprar um bilhete sem antes pesquisar o preço.

E pode acreditar: isso dá uma diferença enorme de economia, viu. Além do mais, há dias melhores para comprar passagens mais baratas. Outra coisa é sobre a negociação ao comprar qualquer coisa. Mas, nesse caso, podemos falar ainda mais focados nas cidades turísticas.

Por exemplo, ao optar por ficar uns dias a mais no hostel, você pode trocar serviços ou você pode “chorar” por um preço menor se for baixa temporada ou pode simular a compra no concorrente e assim por diante. Pesquisa de preço e negociação se aprende muito em viagens.

3 – Planilha

A próxima dica, ou melhor, a próxima forma de aprender sobre finanças em uma viagem tem a ver com o uso de planilhas. É claro que você pode ser um viajante moderno que usa aplicativos para tudo. E não há mal nisso. No entanto, saiba que as planilhas são altamente aconselháveis.

Isso porque elas permitem tudo: desde a anotação de uma expectativa de gasto, até os gastos reais, os descontos, as categorias, as viagens, custos individuais e tudo mais. Mas, claro, você também pode fazer isso no celular, se preferir.

A ideia de “planilha” aqui é que você entenda que viajar vai ensinar você sobre como ter um melhor controle das suas finanças, seja para saber quando dá para comer naquele restaurante com 5 estrelas Michelin ou quando é preciso comer o cachorro quente da praça. Entendeu?

Ah, e essa planilha é importante dede antes da viagem, viu? Afinal, você tem que pesquisar o preço de tudo, saber uma estimativa de gastos, conseguir anotar quais são as prioridades e tudo mais que vai te deixar mais seguro para uma viagem com menos dor de cabeça.

Bônus – como criar uma planilha financeira para viagens?

Se você chegou até aqui, ao final desse conteúdo, é porque viu que todos os aprendizados acima fazem sentido, não é mesmo? Agora, pode ser que você esteja com dúvida sobre como criar essa planilha de orçamentos para programar melhor a viagem, não é?

aprender sobre finanças em uma viagem

Então, novamente, você está o lugar certo. Nos últimos meses, a gente foi atrás de um passo a passo para ensinar os leitores a fazer isso por conta própria. Até mesmo porque, como acabamos de ver, as prioridades importam e as pesquisas são imprescindíveis.

Nessa planilha você deve pensar no destino da viagem, na parte financeira, nos recursos e dá até para considerar algumas medidas para manter o foco. Bom, tudo isso a gente explica mais detalhadamente nessa matéria que fizemos.

Se você tiver o interesse, poderá ler agora mesmo: Aprenda como criar uma planilha financeira para viagens. Afinal de contas, como mencionamos “o planejamento financeiro é algo imprescindível para quem quer fazer uma viagem mais tranquila e com dinheiro no bolso”.

ANÚNCIO